Polícia Civil investiga desaparecimento de mulher

0
84

A Polícia Civil de São Sepé iniciou nesta segunda-feira, 8, uma investigação para apurar o desaparecimento de uma mulher de aproximadamente 55 anos. A filha de Enilda Neves da Silva procurou a polícia ainda pela manhã e disse que não tem notícia dela há pelo menos uma semana.

A família da vítima acabou descobrindo que o companheiro de Enilda, que morava na localidade de São Rafael junto com ela, havia feito um contrato vitalício em que ela cederia aproximadamente um hectare de terra, mas não há informação se ela assinou o documento. No contrato havia um endereço constando como de residência da mulher, uma casa no bairro Lôndero. A polícia foi até a residência indicada no documento, mas a mulher não estava lá.

Delegacia-2

A proprietária do imóvel, que é ex cunhada de Enilda, disse à nossa reportagem que a vítima morou com ela por aproximadamente seis meses e que seguidamente recebia ameaças do companheiro. Enilda foi acolhida pela moradora, que disse estar “pedindo socorro” na época. Ela foi informada que existem dois registros de Maria da Penha contra o companheiro.

Ainda não há informações sobre o paradeiro da mulher. Policiais e familiares de Enilda estiveram na casa no São Rafael e não encontraram a mulher, apenas remédios que ela tomava e roupas. O companheiro dela, que seria de Júlio de Castilhos, também não foi localizado.

Quem tiver alguma informação sobre Enilda Neves da Silva deve comunicar a polícia. A identidade do homem envolvido no caso não foi divulgada.