Um sonho de realidade: a ex-serviços gerais que hoje é empresária de sucesso

1
109

_MG_3386-2

“Enquanto pessoas perguntam por que, outras pessoas perguntam por que não?”. A frase é do cantor e compositor Fernando Anitelli, da banda O Teatro Mágico, mas também pode ilustrar a realidade de milhares de brasileiros que encaram os desafios que a vida lhes impõe e superam obstáculos em nome da felicidade e da realização pessoal e profissional. Nesta semana, nossa reportagem especial conta a história de uma são-luisense (gentílico de São Luiz Gonzaga) que aprendeu a levar São Sepé no coração e hoje faz da cidade o palco para a realização dos seus sonhos.

Estamos em um dos três estabelecimentos da hoje empresária Rosemeri De Matos Balbueno, ou para os mais conhecidos, a “Rose Pizzas”. Em um dos poucos minutos livres que tem durante o dia, ela nos conta como sua vida mudou em alguns anos e como realizou o sonho de ser a atual proprietária do restaurante onde teve a primeira chance de fazer do setor alimentício uma jornada de sucesso.

Tudo começou em meados de 2001 quando Rose foi contratada como serviços gerais no então restaurante Kardápius, no centro de São Sepé. Ela lembra que entre afazeres como limpar o chão e lavar louças, não deixava de observar como tudo funcionava na cozinha. “Algumas vezes eu até ajudava a fazer as massas”, recorda. Vinda de uma família humilde, Rose perdeu o pai cedo, quando tinha apenas três anos de idade. “Praticamente toda minha infância e adolescência fui sustentada pela minha mãe com um salário mínimo. Ela tinha gosto por fazer tortas e bolos, e desde pequena eu ajudava no que podia. Quando criança, minha mãe me mostrava fotos dos meus aniversários, mas na verdade eram registros meus em festas de outras pessoas porque minha família não tinha condições de bancar um evento”, relembra.

20141122_214005

Após dois anos no Kardápius, a mãe de dois filhos, (na época com idades de 7 anos e 1 ano e meio, respectivamente) foi convidada pelo então proprietário a assumir a gerência do restaurante. “Obviamente fiquei feliz, mas respeitava muito minhas colegas de trabalho e achava que não iria me sentir bem ocupando um cargo superior a elas naquele momento”, conta.

Algum tempo depois, Rose viu a possibilidade de começar a vender lanches em casa. “Sempre achei que o mercado de tele-entrega poderia dar resultados, mas os lanches começaram a dar certo e não demorou muito para que os clientes começassem a aparecer”. E não é que o primeiro negócio no ramo ganhou até um apelido na cidade? O “xis janela” (os lanches chegavam até os clientes através de uma pequena janela) ficou tão conhecido que quando decidiu construir sua primeira pizzaria, Rose moldou a construção para que o acesso aos lanches permanecesse através de uma janela. “Já na casa nova, onde consegui ampliar o espaço dos lanches, sentia a necessidade de ofertar um local para que as pessoas ficassem mais confortáveis. Foi então que construí a pizzaria, hoje localizada na rua Antão Farias, 651.

Há cinco meses, a já empresária também percebeu que as madrugadas da cidade precisavam ter um espaço que oferecesse variedade de lanches. Ela adquiriu a lancheria “Loco de Fome” e, não satisfeita, implantou um novo tipo de lanche inédito na cidade: a pizza cone.

Apesar de demonstrar que a prática dos negócios pode ser uma alavanca para o sucesso, Rosimeri sempre sonhou em estudar contabilidade ou administração. Mesmo sem ter tido acesso a um curso de graduação, mostra que o conhecimento também está ligado a forma de encarar o trabalho. “Minha equipe é maravilhosa. As coisas simplesmente andam com eles. Acredito que quando você sabe alguma coisa é sua obrigação passar isso para as outras pessoas. Você não pode limitar seu conhecimento, tem que multiplicá-lo”, explica._MG_3367 copy-2

O mais novo desafio da empresária tomou forma neste sábado, 22, na inauguração do novo restaurante (antigo bar Kardápius), em frente a Prefeitura Municipal. Rose se diz feliz em voltar ao local do primeiro emprego e revela um sonho que mantinha dentro de si. “Confesso que passava em frente ao bar e dizia para mim mesmo que um dia eu conseguiria retornar como proprietária. Não era um desafio, era simplesmente uma realização”.

No futuro, a ex-serviços gerais projeta ter até 20 funcionários sob seu controle nos três estabelecimentos. Além das receitas das pizzas, lasanhas, bifes e peixes, Rose ainda revela o segredo para o sucesso: “Você precisa conhecer e entender o cliente. Saber o que ele quer e o perfil dele, sem esquecer de oferecer qualidade nos produtos. O dinheiro é importante para todo mundo, mas meu desafio é dar uma vida digna para meus dois filhos. Quando as pessoas falam que eu não vou conseguir duplico minha coragem e busco meus objetivos”, conclui a empresária.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here