Obino

Saiba “Por Onde Anda” o sepeense Lauro Vaz

O convidado de hoje do quadro “Por Onde Anda, Sepeense?” é o sepeense Lauro Rogério Luz Vaz.

Se você não mora mais em São Sepé e quer contar um pouco de sua história, pode participar do quadro, enviando e-mail para redacao@osepeense.com

 


Trajetória

Nasci e vivi até os 46 anos em São Sepé. Comecei a trabalhar aos 14 anos de Ofice Boy e garçon no chamado Bondinho, junto ao Clube do Comércio. Aos 19 anos comecei a trabalhar na Rádio Fundação Cotrisel e por lá fiquei por 27 anos e meio.

lauro vaz (2)

Gisa e Lauro.

Passei no concurso da SUSEPE para Agente Penitenciário Administrativo e foi a partir daí que minha vida mudou. Primeiro trabalhei em Porto Alegre, depois Novo Hamburgo e Osório, até conseguir transferência para Santa Maria em 2010.

Foi uma fase muito difícil, afinal, nunca havia saído de São Sepé. O apoio da esposa Gisa, da filha Évelin e dos amigos me deram coragem e paciência nesta fase. Num primeiro momento vinha todos os dias trabalhar em Santa Maria, quando resolvemos se mudar pra cá, onde moramos há quase 6 anos. Hoje sou lotado na 2ª Delegacia Penitenciária Regional e trabalho no Núcleo de Pesquisas do Interior (NPI).

 

O que lhe motivou a sair de São Sepé?

Bom, sentia a necessidade de mudar de vida, de crescer profissionalmente e fazer minha família crescer comigo. Foi quando decidi fazer o concurso (com apoio total de hoje colegas Renato Rios e Sônia Gaspary) em 2006.

Não esperava mais, quando em 2009 me chamaram para o curso de formação em Porto Alegre. Era a grande oportunidade de crescer.

 

O que acha de São Sepé?

Bom, é a minha cidade natal, vivi 46 anos aí. Não tem como eu não gostar. O que eu lamento é ver os jovens cada vez mais deixando a cidade para estudar, trabalhar, uma vez que em São Sepé eles não tem esta possibilidade ou tem poucas.

Torço que a cidade cresça, que a barragem vire realidade e que as pessoas não precisem ir embora para conseguir um futuro melhor.

Abraços a todos que se sentem meus amigos e estamos a disposição aqui em Santa Maria.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*