Obino

Radialista Élvio Carllosso morre aos 62 anos


 

Foto: arquivo pessoal

 

O radialista Élvio Carllosso morreu hoje, aos 62 anos. Ele sofreu um infarto fulminante por volta das 6h desta quarta-feira. Carllosso era conhecido pelo programa Essência Campeira, que apresentava diariamente, às 19h, na Rádio Nativa de Santa Maria.

Conforme a nora Luciele Prates Carllosso, ele era um apaixonado por rádio e música gauchesca. Em seu programa, conseguiu unir as duas paixões. Nas horas vagas, Carllosso gostava também de pescar a acampar. “Ele tinha muitos amigos e era uma pessoa muito comunicativa, por isso escolheu a profissão de radialista. Estava muito feliz com o nascimento da Olívia, neta dele, filha da Viviane, que nasceu ontem. Até fez uma homenagem para ela ontem no programa de rádio”, conta a nora.

O radialista era divorciado e tinha três filhos: Maurício, Viviane e Aline. Além da neta Olívia, que nasceu ontem, era avô também de Murilo.Na Rádio Nativa FM, Carllosso trabalhou durante seis anos, em duas etapas. Há um ano, ele apresentava o programa Essência Campeira, das 19h às 20h. Hoje, o programa será apresentado, especialmente, por Cláudio Albert e João Batista Mussolin e prestará uma homenagem à vida do radialista. O empresário Cláudio Zappe, diretor da Rádio Nativa FM, afirma que a perda é irreparável: “Ele foi uma pessoa extraordinária, tanto no rádio, quanto nas relações pessoais, nas pescarias, enfim, era um baita parceiro.

O radialista Plínio Araújo, da Rádio Imembuí, era um dos grandes amigos de Élvio Carllosso no ambiente de trabalho. Segundo ele, Carllosso foi uma pessoa alegre e um comunicador competente. “Ele era muito extrovertido e um comunicador de língua solta. Ele gostava de trocar, tinha até um conjunto gauchesco com o qual animava bailes. Irei guardar uma grande saudade dele”.

O corpo de Carllosso foi sepultado às 16h, no Cemitério Santa Rita.

 

 

Fonte: Diário de Santa Maria

 

 

Comments are closed.