Prefeito de São Sepé esteve em ato contra privatização da Corsan


 

Servidores e apoiadores da Corsan se manifestaram nesta terça-feira, 31, contra a privatização da Companhia Riograndense de Saneamento, em Porto Alegre. A ação, organizada pela Sindiágua-RS, ocorreu após a notícia de que a Assembleia Legislativa do Estado votaria uma série de projetos de lei que permitem a privatização.

Além do Prefeito Municipal de São Sepé, João Luiz Vargas, a ação contou também com a presença de diversos Deputados, Vereadores e Prefeitos do Rio Grande do Sul.
“A manutenção da Corsan pelo avanço social em São Sepé, como exemplo – as redes de esgoto (ainda em construção no bairro Cristo Rei e Zenari), a tarifa social e a construção de estações de tratamento de efluentes, terão grandes prejuízos em caso de privatização. Além disso, os trabalhadores da Corsan do município são incansáveis em atender nossa comunidade”, destacou o Prefeito.
O grupo de centenas de manifestantes abraçaram o prédio sede da Corsan e Banrisul na capital e seguiram em direção ao Palácio Piratini

 

Parlamento gaúcho autorizou o governo do Estado a promover medidas de desestatização da Corsan

Depois de mais de três horas e meia de debates, o plenário da Assembleia Legislativa aprovou, por 33 votos a 19, o PL 211/2021, do Executivo, que autoriza o Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Sul a promover medidas de desestatização da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). A matéria já trancava a pauta de votações desde 26 de agosto, já que foi encaminhada pelo governo em regime de urgência.

De acordo com a justificativa do PL, a autorização para que o Executivo efetue medidas de desestatização na Corsan busca permitir que a companhia possa crescer, ser competitiva e melhor perseguir a sua missão em um novo ambiente trazido pelo novo marco legal do saneamento básico.

Duas emendas foram apresentadas ao projeto: uma do líder do governo, deputado Frederico Antunes (PP) e outros 10 parlamentares; e outra do deputado Giuseppe Riesgo (Novo) e mais um parlamentar. Em função da aprovação de requerimento de preferência de Frederico, aprovado por 34 votos a 18, apenas a sua emenda foi apreciada, recebendo 32 votos favoráveis e 18 contrários.

 

 

Fonte: A.I. Prefeitura de São Sepé e Assembleia Legislativa do RS

 

 

Comments are closed.