Obino

Pesquisa apresenta réptil raro que conviveu com dinossauros em Agudo


A descoberta de um réptil pré-histórico, que conviveu com os dinossauros e é antepassado dos crocodilos, foi apresentada em um estudo publicado em 31 de janeiro pela revista científica internacional Acta Paleontologica Polonica. As informações são do G1.

O fóssil é de um Dynamosuchus collisensis, da família dos ornitossuquídeos, e foi localizado em Agudo, na Região Central do RS, em março do ano passado, por Rodrigo Temp Müller, paleontólogo da Universidade de Santa Maria (UFSM). Assinam também o artigo o Museu de La Plata, na Argentina, e a universidade de Virginia Tech, nos Estados Unidos.

O ornitossuquídeo viveu há cerca de 230 milhões de anos, e, conforme Müller, é uma descoberta rara, de uma espécie que conta com pouco material de estudo.

O exemplar ainda ajuda a entender melhor como se davam as relações entre as espécies da época, já que, como explica o professor, o ornitossuquídeo seria um animal negrófago, ou seja, se alimentava de carcaças.

 


Características do ornitossuquídeo

  • Dois metros de comprimento;
  • Focinho projeto para frente em relação à mandíbula inferior;
  • Dois dentes grandes em cada lado da mandíbula inferior;
  • Couraça óssea em todo o dorso;
  • Diferente dos crocodilos, não era aquáticos e se locomoviam por terra;
  • Usavam as quatro patas, mas poderiam correr apenas com as patas posteriores eventualmente.
  • As análises do grau de parentesco entre as espécies também revelou que membros do grupo dos ornitossuquídeos pode ter migrado mais de uma vez entre o Brasil e a Argentina, em vez de terem evoluído isolados.

 

 

Fonte: G1/RS

 

 

Comments are closed.