Obino

Obra do novo Calçadão de Santa Maria começa em janeiro de 2020


 

Arte: divulgação/Prefeitura de Santa Maria

 

Começa em janeiro a obra que vai dar nova cara a um dos espaços de maior desenvolvimento econômico e social de Santa Maria: o Calçadão Salvador Isaia. A obra está prevista para começar em 8 de janeiro, após as festividades de Natal e Ano-Novo. A data foi definida em reunião, durante a noite desta quarta-feira, 27, entre Prefeitura Municipal, Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato dos Lojistas do Comércio de Santa Maria (Sindilojas), comerciantes e prestadores de serviço.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk, o modo como a obra de remodelação do Calçadão se tornará realidade é inédito. Ela será possível em função de uma alteração no Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial, realizada em 2018, que permite o direcionamento de medidas compensatórias a empresas de grande porte que se instalam em Santa Maria.

“O Município está trabalhando melhor a obrigação das empresas para com a população, e isso é mérito do gestor público. Com a possibilidade desta relação entre Prefeitura e empresas, focamos em atender a esta demanda importante do Calçadão, que vai além de um novo ambiente”, reforça o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk.

A empresa De Marco, de Erechim, fará um empreendimento imobiliário na cidade. Como medida compensatória, realizará a obra do novo Calçadão, orçada em cerca de R$ 1 milhão. O secretário Falk descreve que o projeto arquitetônico pensado é o de “shopping a céu aberto”.

“O Calçadão é um local de passagem. Haverá mais espaço para que as pessoas circulem, passeiem e tenham acesso ao comércio. Será removido o atual pavimento e colocado um novo. Os bancos e lixeiras serão reposicionados. Vamos rever as instalações elétricas também, com novos postes de iluminação, além da comunicação do espaço”, explica, sinalizando que o Centro de Santa Maria será totalmente repaginado, pensando no conforto da população.

A obra deve se estender por cerca de 5 meses a partir do momento em que começar, razão pela qual haverá mudanças na mobilidade de veículos e pedestres na região.

“É a complexidade de uma obra onde você tira um processo edificado antigo e coloca um totalmente novo. Santa Maria, neste momento, precisa estar unida. Haverá um período de transtorno, sim, mas ele vai passar e teremos um novo Calçadão, que vai durar e ser muito melhor do que é hoje”, afirma o secretário Falk.

O secretário destaca que o projeto da obra foi construído pensando em minimizar transtornos à população. Detalhes do esquema de trânsito serão divulgados posteriormente. As informações são da Prefeitura de Santa Maria.

 

 

 

Comments are closed.