Média móvel diária de casos de coronavírus apresenta queda em Santa Maria


 

Santa Maria tem, hoje, uma média diária de seis (6) novos casos de coronavírus, de acordo com a média móvel de confirmações elaborada pelo Observatório de Informações de Saúde da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), que reúne conteúdo estatístico sobre o avanço da doença na cidade, na região, no Estado e no Brasil. Os dados utilizados são do boletim divulgado pela prefeitura na quarta-feira.

A média móvel é um indicador usado por especialistas e vários veículos de comunicação nacional e internacional. Com ela, é possível acompanhar as variações diárias e monitorar o avanço do vírus nos municípios, estados e no país. A variação dessa média ao longo dos dias ajuda a compreender melhor o comportamento da Covid-19.

O gráfico abaixo mostra o número de casos diários em Santa Maria, e a linha vermelha mostra a média móvel dos últimos sete dias. O cálculo é feito somando-se o número de casos dos últimos sete dias e dividindo-se o resultado por sete. Essa curva estuda os possíveis dias de pico no número de casos confirmados. Os números podem sofrer alterações ao longo da semana, em função da atualização diária dos casos confirmados e da demora em abastecer o sistema com os casos notificados.

Na terça-feira, a média móvel de casos em Santa Maria estava em 10. O gráfico utiliza dados da Vigilância em Saúde, que encaminha os dados ao Observatório da UFSM e considera os números de casos divulgados confirmados até agora na cidade, que é de 1.136, de acordo com o último boletim epidemiológico da prefeitura, divulgado na noite de quarta-feira.

 

VARIAÇÃO

De acordo com os especialistas, para saber se os números da doença estão aumentando, diminuindo ou em situação estável, é preciso fazer mais um cálculo, o da variação. Geralmente, o novo coronavírus fica no corpo do paciente por duas semanas (tempo de incubação), por isso, para calcular a variação, é recomendado comparar a média móvel do dia com a média móvel de 14 dias atrás.

Variações de até 15%, para mais ou para menos, caracterizam estabilidade da doença. Se a variação for menor que esse percentual, a transmissão está em queda. Se for acima, a cidade está em um momento crescente da pandemia.

No caso de Santa Maria, a variação indica que há uma queda dos casos diários, pois o número desta quarta-feira, de média diária de seis (6) novos casos, é 57,15% menor ao apresentado em 15 de julho, quando a média era de 14 casos.

Outro gráfico disponibilizado pelo Observatório da UFSM é o da média móvel de casos do mês de julho (confira abaixo).

 

Fonte: Diário de Santa Maria

 

 

Comments are closed.