Governo do Estado anuncia terminal logístico para o setor orizícola


 

O governador Eduardo Leite anunciou que o Rio Grande do Sul terá um Terminal Logístico do Arroz (TLA) no porto do Rio Grande. A assinatura do lançamento do processo licitatório para a administração de uma área que pertencia à Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) foi realizada na sexta-feira, 14, durante a 30ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, na Estação Experimental Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão, no sul do Estado.

Por meio de chamamento público, as empresas irão concorrer a um contrato de transição de seis meses, renováveis por mais seis meses. O Arrendamento Transitório viabilizará a operacionalidade de área portuária até a conclusão dos procedimentos licitatórios previstos pela Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura e pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Antiga demanda do setor orizícola gaúcho, o terminal irá facilitar a logística e impulsionar as exportações do arroz produzido no Estado. O local tem mais de 60 silos, com capacidade total de armazenamento de cerca de 50 mil toneladas.

O governador destacou a importância do setor orizícola gaúcho, tendo em vista que o RS é o maior produtor do cereal no país, cerca de 70% da produção nacional de arroz irrigado, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

“Ganho de competitividade depende de melhorias em estrutura logística. Esse é um foco do governo do Estado. Pela primeira vez teremos um espaço dedicado à exportação do arroz através do Porto do Rio Grande. Isso vai melhorar a qualidade e diminuir os custos dos produtores”, afirmou Leite.

O secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, destacou o empenho do governo em buscar alternativas para o setor. Ele também elogiou o esforço do diretor superintendente do porto do Rio Grande, Fernando Estima, que, segundo o secretário, foi decisivo para a criação do Terminal Logístico do Arroz. “Esse terminal irá valorizar imensamente o nosso produto. Agora, o Rio Grande do Sul precisa buscar novos mercados. Quando isso acontecer, estaremos preparados para exportar nossa produção arrozeira”, destacou Covatti Filho. As informações são do Governo do Estado.

 

 

 

Comments are closed.