Dormitórios improvisados dentro de caminhões tem revezamento de famílias.

0
243

Enquanto a água não baixa em algumas regiões de Porto Alegre, famílias vivem acampadas na beira da BR-116 e na Ponte móvel do Guaíba. Tem gente que se hospeda em caminhões. Como é o caso da família do aposentado Eli Reis, de 93 anos, que está na expectativa para voltar para casa há mais de 20 dias. A situação é caótica.

Famílias estão acampadas em cima da ponte velha do Guaíba. Ali estão instaladas barracas, utensílios para cozinhar alimentos, entre outros.

Famílias desabrigadas vivem acampadas em barracas.

Mesmo com a liberação para o tráfego no dia de ontem, quarta-feira 22, famílias inteiras persistem ali, pois não tem como voltar para suas casas nas ilhas, fazendo um sentido só da pista fluir, sentido capital/interior, por motivo de segurança.

Conta o senhor Eli Reis “Minha casa estava com 3 metros de altura, e entrou água dentro de casa. Agora, estou aqui”, lamentou Eli Reis aos prantos.

Fonte. BAND RS