Adeus ao acordo: Marco Filipini é o novo presidente da Câmara

0
96

10860704_754979697890740_262154372_o

Cumprindo a tradição, o clássico acordo entre os vereadores da Câmara Municipal de São Sepé não conseguiu ser mantido por quatro anos consecutivos. A votação da nova mesa diretora que aconteceu nesta terça-feira, 9, teve direito a negativa de voto e a escolha de Marco Filipini como novo presidente.

Foram duas chapas inscritas. A primeiras delas liderada por Paulo Nunes tinha João Otávio Pitelkow como vice, Jorge Copes, segundo vice, Gilvane Moreira como secretário e Kéio Santos como segundo secretário. Já a segunda tinha o pmdbista Marco Filipini como presidente, Maninho vice e Eto Vargas secretário. Caso o acordo fosse cumprido o próximo presidente seria Paulo Nunes (PT) ficando o último ano para o pepista João Otávio Pitelkow. Foram cinco votos para cada chapa e o vereador Onéssimo Curto se absteve do voto. Com o empate, a decisão do novo presidente passa pelo membro com maior idade, que era o caso de Filipini.

O não cumprimento do acordo passou pela decisão do então presidente, Luciano Nágera (PTB), em deixar a ala de apoio ao governo municipal. Ele chegou a solicitar os cargos ao prefeito Léo Girardello após a baixa votação no pleito eleitoral deste ano, quando concorreu à Deputado Estadual. A baixa votação, segundo Nágera, estaria ligada a falta de apoio do seu partido no município. Ele também contestou algumas medidas tomadas pelo Poder Executivo de São Sepé.