Tribunal do Júri define futuro de cinco réus acusados de homicídio qualificado em São Sepé


 

Cinco pessoas acusadas de envolvimento na morte de um homem de 60 anos, em 2011, vão a júri nesta sexta-feira, 15, em São Sepé. A sessão presidida pelo Juiz de Direito, Francisco Schuh Beck, iniciou às 10h e acontece no Plenário da Câmara de Vereadores do município.

A pronúncia está baseada na participação do grupo na morte de Pedro Salvador Teixeira Pimentel. O caso teve início durante uma confusão em uma festa no Clube Bento Gonçalves, no dia 30 de janeiro de 2011. Após o fato, a vítima teria sido surpreendida por um grupo de pessoas ao chegar em casa, na Rua Visconde do Rio Branco, no Bairro Kurtz. Ele foi agredido e golpeado com facadas antes de ser morto em frente a residência.

O Ministério Público pede condenação dos réus por homicídio qualificado em razão da morte ter ocorrido por motivo fútil, com emprego de meio cruel e ainda por emboscada ou recurso que impossibilitou a defesa. Há ainda um agravante na denúncia em razão da idade de Pimentel à época.

São réus Elton Moreira Oliveira, Marlon Santos Alves, Suelen Soares Oliveira, Sulivan Soares Oliveira e Christian Soares Becker. Os trabalhos de acusação serão conduzidos pelo promotor Sandro Loureiro Marones. A defesa é patrocinada pelos advogados Arthur Amaral Monteiro (réu Cristian), Wedner Lima (ré Suelen), Ionei Fontoura Pereira (réus Elton e Sulivan) e pela Defensora Pública Cláudia Alves da Rocha (réu Marlon).