Polícia Civil de São Sepé paralisa atividades por quatro dias

A Polícia Civil de São Sepé também aderiu à paralisação de servidores a partir desta segunda-feira, 31. Com cartazes colados em frente ao prédio no município, os policiais mostram o descontentamento com relação ao parcelamento de salários. O movimento deve durar quatro dias, ou seja, se estende até a próxima quinta-feira, 3 de setembro.

greve policia civil

O Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia (UGEIRM Sindicato) orientou que não deve haver circulação de viaturas. Não haverá cumprimento de Mandados de Buscas e Apreensão (MBAs), mandados de prisão, operações policiais, serviço cartorário, entrega de intimações, oitivas, remessa de Inquéritos Policiais ao poder Judiciário e demais procedimentos de polícia judiciária.

Com relação aos plantões, o sindicato que representa a categoria afirmou que as delegacias somente atenderão os flagrantes e casos de maior gravidade tais como: homicídio, estupro, ocorrências envolvendo crianças e adolescentes e lei Maria da Penha, além daquelas ocorrências em que os plantonistas julgarem imprescindível a intervenção imediata da polícia civil. Em todos os casos deve-se exigir a presença, em tempo integral, da autoridade policial.

 

 

hint web

Scherer imóveis igor