Obino

Coral Municipal Vozes da Pulquéria completa 29 anos


 

Fotos: divulgação

Na última quarta-feira, 10, o Coral Municipal Vozes da Pulquéria comemorou 29 anos em São Sepé. O Coral foi criado em 10 de abril de 1990. É vinculado à Fundação Cultural Afif Jorge Simões Filho, entidade responsável pelo movimento cultural no município de São Sepé.

Seu nome foi inspirado na índia chamada Pulquéria. Segundo conta a lenda, Pulquéria era noiva de Sepé Tiaraju, moradora da Gruta do Marco, um local que existe até hoje na Fazenda do Marco, interior do município. A índia à espera de Sepé cantava. Sepé tombou nas Batalhas Guaraníticas, em Caiboaté. Sabendo da notícia a índia chorou, e chorou tanto que de suas lágrimas nasceu o Rio São Sepé. Conta-se ainda que sua voz pode ser ouvida na Gruta, onde desapareceu.

O compromisso do Coral Municipal Vozes da Pulquéria é a difusão da cultura musical, a integração das pessoas e a valorização do canto coral. Seu repertório vai do popular ao clássico.

O regente Nei Beck, Bacharel em Canto pela UFSM, está à frente do grupo desde o princípio e também trabalha com Corais de outros municípios. Atua, ainda, como professor de Técnica Vocal.

Comemorando seus 29 anos, o Coral Vozes da Pulquéria continua com o projeto de divulgar música para a comunidade de São Sepé. Os ensaios acontecem sempre no Centro Cultural Diolofau Brum e é aos poucos que as músicas vão ficando prontas. É um cantar diferente. É um cantar que envolve todos e onde um é importante para o outro. Esse é o processo socializador do Coral, ressalta o regente.

Ao longo dos 29 anos muitos são os momentos vividos pelo grupo. Muitos integrantes já faleceram, alguns, por problemas de saúde também se afastaram, mas no geral o pessoal tem muito tempo de Vozes da Pulquéria; mais de dez, vinte anos de convívio e, permanecem ativos os fundadores Getúlio Picada, Maria de Lourdes Vaz e Zulmira Figueiredo, além do maestro Nei Beck.

Novas vozes são sempre bem-vindas e o contato é a Fundação Cultural. Na ocasião em que completou 25 anos, em 2015, o Vozes da Pulquéria junto com a diretoria da Fundação Afif Jorge Simões Filho, conseguiu reunir no Salão Paroquial de São Sepé, ex-presidentes da Fundação, ex-diretores culturais, ex-prefeitos e vice-prefeitos e ex-coralistas, numa grande confraternização, cheia de homenagens. “Foi um momento marcante”, relata a atual presidente Dioneia Morato.

Com um trabalho conjunto dos coralistas e da mantenedora, o coral tem conseguido realizar apresentações fora do município e aliar turismo, como forma de retribuição ao esforço de cada um, como ocorreu em 2018, quando o grupo cantou em Pelotas e visitou a Charqueada São João; e, recentemente em Nova Palma, quando cantou a Missa Festiva daquela cidade e teve a oportunidade de conhecer o Jardim das Esculturas, em Júlio de Castilhos, observou.

Fazem parte do Coral nesses 29 anos: Ângela Souto, Carina Beatriz Machado,Cheila Oliveira, Daniel Silva, Dioneia Morato, Getúlio Picada, Ilza Souto, Iolanda Neves, Joceli da Rosa, Lacê Friedrich, Lenita de Franceschi, Maria de Lourdes Vaz, Markinho Righi, Nei Beck, Olga Ineu,Paulo Nunes, Teresinha Aires,Terezinha Giuliani, Vera Ellwanger, Zulmira Figueiredo.

 

Diretoria 2019/2020

Presidente: Dioneia Morato

Vice-Presidente: Zulmira Figueiredo

1ª Secretária: Carina Beatriz Machado

2ª Secretária: Teresinha Aires

1ª Tesoureira: Ilza Souto

2ª Tesoureira: Terezinha Giuliani

Conselheiro Geral: Getúlio Picada

Eventos: Ângela Souto