Vila Nova do Sul institui Programa de Proteção dos Recursos Hídricos


 

Fotos: Alexandre Altmann

 

Sendo a água um dos bens essenciais para a vida na terra, além de ser um elemento representativo social e cultural para as populações, o município de Vila Nova do Sul, através de sua Administração Municipal e Conselho Municipal do Meio Ambiente, em parceria com a Emater/RS, conveniada a SEAPDR (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural), discutiram várias alternativas de melhoria das águas servidas para consumo humano nas comunidades rurais e, chegaram com êxito e apoio do Legislativo, à criação de uma Lei que institui o Programa Municipal de Proteção dos Recursos Hídricos.

Os principais objetivos do programa são a proteção dos recursos hídricos e colaboração com a melhoria da qualidade e disponibilidade de água para a população, além de implementar técnicas de recuperação e proteção dos recursos hídricos existentes nas propriedades rurais e desenvolver atividades de educação ambiental.

Vila Nova do Sul possui um grande número de famílias rurais que são abastecidas de águas de fontes naturais, nascentes e olhos d’água e, a proteção se faz necessária, evitando assim a contaminação por animais domésticos e silvestres que circulam pelo local, além da preservação do entorno que mantém um dos bens mais preciosos para a humanidade.

Além disso, outros cuidados também são importantes para a preservação delas. Por exemplo, evitar a construção de chiqueiros, galinheiros e fossas sépticas nas proximidades acima das nascentes, pois, com a chuva, os dejetos podem contaminá-las, da mesma maneira, o desmatamento no entorno das nascentes e o acúmulo de lixo não devem acontecer.

Alguns trabalhos já foram realizados no município, onde dezenas de famílias já foram beneficiadas.
Para a realização das ações, são utilizados recursos próprios do Fundo Municipal do Meio Ambiente, com a gestão do Conselho Municipal do Meio Ambiente e também contrapartida com recursos da família beneficiada. Para a realização conta também com o conhecimento dos técnicos da Emater/RS, com a parceria das Secretarias Municipais de Obras para realização do serviço de maquinário e mão de obra, e Saúde com a análise da qualidade da água.

Para participar do Programa os interessados devem procurar o setor de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal ou o Escritório da Emater/RS, munidos de CPF, RG e comprovante de residência, além de estarem inscritos no CAD Único e possuírem DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) ativa. Serão priorizados os beneficiários do Bolsa Família e os recursos hídricos aos quais beneficiam redes de abastecimento comunitário. Os cadastros passarão por aprovação do Conselho e as famílias beneficiadas terão assistência técnica pelo período de um ano.

Para a equipe da Administração Municipal, a aprovação da Lei e o início da execução dos trabalhos, foram de grande importância para que seja possível a proteção das nascentes e o abastecimento das famílias rurais com água potável, melhorando a saúde e qualidade de vida da população.

 

 

Comments are closed.