Obino

Vaquinha arrecada dinheiro para ajudar PM atropelado em blitz


 

Foto: Pedro Piegas/Diário

Cinco dias após o soldado Luís Henrique Santos Borba, de 34 anos, ser atropelado enquanto trabalhava em uma blitz, uma vaquinha foi lançada. A ideia é arrecadar dinheiro para ajudar o PM, internado no hospital e sem previsão de alta, com os custos extras do tratamento.

Quem quiser ajudar, tem até o dia 28 de setembro, data de encerramento da vaquinha online – clique aqui para ajudar.

Na última quinta-feira, o soldado recebeu a reportagem do jornal Diário de Santa Maria no quarto onde está internado, no Hospital de Caridade de Santa Maria, e falou sobre o caso.

 

Relembre o caso

Um jovem de 26 anos atropelou Borba após depois de ter furado uma blitz da Operação Balada Segura na Rua Tamanday por volta das 22h30min de domingo.

Durante a tentativa de fuga, o motorista também colidiu com outro carro. Segundo a Guarda Municipal (GM), o jovem, que dirigia um Corsa, não obedeceu quando um dos agentes da Coordenadoria de Trânsito e Mobilidade Urbana (CTMU) pediu que ele parasse. Ao seguir com o veículo, ele atropelou um policial, que ficou preso sobre o capô do carro por cerca de 200 metros até que o Corsa parou depois de bater em outro carro.

Com a colisão, o policial militar caiu embaixo do carro.De acordo com a BM, o jovem apresentava sinais de embriaguez. Ele teve a prisão deferida na última segunda-feira, sendo encaminhado à Penitenciária Estadual de Santa Maria (Pesm).

 

 

Fonte: Diário de Santa Maria

 

 

Comments are closed.