fbpx
30 / 06 / 2022
- Publicidade -spot_img
InícioColunistasInternet Explorer: o fim de uma era

Internet Explorer: o fim de uma era


 

Por Pedro Corrêa, Jornalista Especialista em Mídias Sociais Digitais 

A última quarta-feira, dia 15 de junho, foi histórica, nostálgica e simbólica. Para muitos, foi só uma quarta-feira comum, de uma semana qualquer, véspera de um feriado. A imensa maioria do planeta não percebeu o fim do navegador Internet Explorer. O “e” azul, que apresentou o mundo digital para gerações que, assim como a minha, cresceu junto com a web, chegou ao fim.

A Internet, tão presente e natural hoje, passou por transformações para que se tornasse mobile, palpável e instantânea. Enquanto a banda larga engatinhava, lá estava ele, firme, forte, ágil para época, pulsante e necessário. Foi em um navegador destes, provavelmente que você entrou no google pela primeira vez, criou Orkut, assistiu os primeiros vídeos no youtube, se divertiu em sites de jogos e descobriu curiosidades sobre suas séries, músicas, filmes, bandas e artistas preferidos.

Aquele “ezinho” azul céu tímido com um círculo amarelo envolto, que quando travava causava ansiedade, foi provavelmente a sua primeira experiência na grande web. Seja por meio da internet discada (saudoso ibest) ou já pelas onda do rádio, o explorer estava ali, pronto para que você desbravasse o mundo.

Embora pouco utilizado hoje em dia, o Explorer é o pai nostálgico dos navegadores. É o cara que presenciou todas as facetas do mundo digital até aqui. O Explorer dividiu espaço com o universo analógico e viu a sociedade migrar para o ambiente virtual com uma velocidade avassaladora e natural.

Sim, você ensinou seu avô entrar na internet clicando ali. E ele viu a sua falta de paciência ao ensinar as gerações passadas a usarem o mouse, clicarem e aprenderem a usar o computador. A mesma falta de paciência que seus filhos têm para te explicar o que é o TikTok hoje. Afinal, a vida é feita de ciclos.

O Explorer correu, voou, para que os navegadores atuais pudessem caminhar. A quarta-feira se findou. Diversos e-mails foram trocados em inúmeros navegadores, ou sem eles, por meio dos apps e da facilidade digital, e um gigante se aposentou. Obrigado por fazer parte da minha trajetória aqui na internet. Obrigado por me alfabetizar no universo digital e me ensinar que o mundo é bem maior que o meu quarto!

 

Mais notícias
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img