Governo e prefeitura de Santa Maria reforçam candidatura para receber escola militar


 

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

 

O governo do Estado e a prefeitura de Santa Maria apresentaram, na terça-feira, 23, o andamento das tratativas para a instalação da nova Escola de Sargentos das Armas (ESA) do Exército Brasileiro. O governador Eduardo Leite e o prefeito Jorge Pozzobom fizeram a exposição da candidatura e entregaram documentos ao comandante militar do sul, general Valério Stumpf Trindade, e ao general de Divisão R1, Joarez Alves Pereira Júnior.

Desde o segundo semestre de 2020, Santa Maria tem recebido vistorias no local indicado para a construção da escola: o Campo de Instrução de Santa Maria (Cism), no bairro Boi Morto, área que pertence ao Exército e que já abriga instituições militares. Os municípios de Ponta Grossa (PR) e Recife (PE) também estão entre os finalistas para receber a instituição.

“Santa Maria e o Rio Grande do Sul têm uma cultura militar importante pela participação dos batalhões, das tropas aqui instaladas, do Comando Militar do Sul. E isso nos faz ser um Estado que acolhe a família militar, sem dúvida nenhuma, de forma muito receptiva. Há também um diferencial: nossa disposição e determinação de termos a escola dentro de uma estratégia municipal e estadual. Não mediremos esforços no sentido de promover investimentos necessários para que a escola seja instalada aqui e que tenhamos todas as facilidades para permitir o funcionamento, com acolhimento às famílias que pra cá se deslocarão”, destacou o governador Eduardo Leite.

O prefeito Jorge Pozzobom disse que a cidade de Santa Maria é um polo nacional de ensino, uma vez que tem uma universidade federal, e que já atrai estudantes de todo o país. Há duas escolas militares e unidades de capacitação técnica. Também é na cidade que se encontra o segundo maior contingente militar do Brasil – 9,5 mil homens e mulheres das Forças Armadas, lotados em 22 organizações.

“Queremos cuidar da família militar. Nosso foco não é só levar a escola para a cidade, queremos ir além, queremos ser lar para os jovens que forem estudar em Santa Maria e a seus familiares. Estamos trabalhando para deixar tudo pronto para recebermos a ESA, com o compromisso com o Exército e com todos que se instalarem na nossa Santa Maria”, destacou o prefeito.

Durante o encontro, Pozzobom entregou aos militares projetos de nova rede de água e esgoto, da ampliação da capacidade elétrica e de infraestrutura (conclusão da avenida Perimetral Dom Ivo Lorscheitter, nova ponte de acesso ao Colégio Militar, ligação da rua Irmã Dulce com a avenida do Exército e ampliação do aeroporto municipal de Santa Maria), além de isenção de ISS, alteração no Plano Diretor para edificações na nova Vila Militar e a construção de um campo de instrução em Itaara.

 

Escola de Sargentos das Armas (ESA)

A ESA é responsável pela formação de sargentos de carreira das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações do Exército, e seleciona, por concurso público, jovens de todo o Brasil. Atualmente, a ESA funciona descentralizada, com unidades em várias cidades brasileiras. A ideia do Exército é unificá-la em apenas um município.

O treinamento de sargentos está distribuído em 16 unidades pelo país. A ESA funciona em Três Corações (MG), duas outras escolas técnicas estão situadas no Rio de Janeiro e Taubaté (SP) e existem ainda 13 outras unidades de capacitação no Brasil.

 

 

Fonte: Governo do RS

 

 

Comments are closed.