Obino

Erro em tiro de blindado abre cratera de 2 metros em lavoura


Foto: Gabriel Haesbaert (DSM)

 

Uma cratera aberta em uma lavoura no Distrito de Santa Flora, em Santa Maria, causou mistério entre moradores na última quarta-feira, 27. O buraco com cerca de 2 metros de diâmetro e mais de meio metro de profundidade teria sido causado por um blindado. A reportagem é do Diário de Santa Maria.

O rumor era de que teria ocorrido um erro durante um teste de tiro no Campo de Instrução de Santa Maria (Cism) e que um projétil teria atingido a lavoura de uma propriedade. Porém, nem militares nem moradores de Santa Flora tinham ouvido falar do caso. Um militar que viu as fotos achou que a cratera era pequena para ter sido provocada por um tiro de blindado. Como na última sexta estava prevista uma chuva de meteoros em todo o país, até essa possibilidade era cogitada.

Só às 15h da quarta, a 3ª Divisão de Exército (3ª DE) confirmou que a cratera aberta na plantação foi causada por um projetil de um blindado M-109, recém-comprado dos Estados Unidos. O incidente ocorreu na quarta da semana passada, quando militares faziam testes de tiro no Cism para comprovar que os blindados estavam em condições perfeitas de uso e aprovar seu recebimento. Segundo a 3ª DE, nesses testes, foi feito o chamado tiro tenso, que é direto a um alvo – diferente dos tiros feitos em uma demonstração na sexta passada, que foram para o alto, em determinado ângulo, para cair mais perto.

Como o alcance do tiro do M-109 é de até 30 km de distância, no caso do tiro direto, para não haver riscos, a mira é feita em direção a um vale entre duas coxilhas, para que não haja perigo de atingir ninguém nem sair da área do Cism. Porém, segundo o Exército, o projetil teria ricocheteado e voado em direção a essa lavoura, que fica ao lado do campo de instrução.Por sorte, ninguém se feriu e não havia casas por perto.

 

*com informações do Diário de Santa Maria

 

Comments are closed.