Confira a premiação e destaques do 18º Aparte do Sinuelo da Canção Nativa


 

“Sou a força, sou a raça,

Cheiro de terra e Coxilha,

Sou vento de tempestade,

Sou lança de Farroupilha..”

Os vencedores do 18º Sinuelo da Canção Nativa de São Sepé foram conhecidos na noite de domingo, 12. Das cerca de 400 composições inscritas, 16 foram classificadas para disputar as premiações, 10 na categoria estadual e seis na categoria regional. As apresentações aconteceram no palco do Ginásio Nery Bueno Lopes entre sábado e domingo.

A grande vencedora do festival foi a música da Fase Estadual, “Liberta Sou”, uma chacarera com letra de Ivone Moreira e música de Guilherme Castilhos, sendo interpretada pela jovem Maria Alice de apenas 16 anos.

Já na fase Regional, a grande vencedora foi a composição “Chão Sagrado”, uma milonga com letra e música de Fabricio Freitas de Carvalho e interpretada por Fabrício Simões.

A música mais popular foi “Carneando Porco”, representando a cidade de São Sepé, teve como ritmo uma Contrapasso. com letra e música de Alex Casanova e com a interpretação dos Gringos da Mata Grande.

Durante o festival, o público também prestigiou apresentações dos shows de Miguel Marque e Délcio Tavares no sábado. E no domingo, o músico André Fantinel abriu a última noite do Festival e com o Gaúcho da Fronteira fazendo o show de encerramento. A comissão de jurados foi composta por Juliano Javoski, Marcello Caminha, Nilton Ferreira, Érlon Péricles e Tadeu Martins.

Durante o Sinuelo da Canção Nativa 18º Aparte foi realizada a gravação de CD e DVD do evento, material que será repassado aos músicos e a sociedade em geral.

O festival teve a realização da Jesproart e Prefeitura Municipal de São Sepé, através da Administração Municipal para captação de recursos e Fundação Cultural Afif Jorge Simões Filho. Com o financiamento do Governo do RS (Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer – Pró-Cultura RS LIC) e o patrocínio é da Creral e Celetro.

 

Premiação

• Melhor Intérprete: Maria Alice na música Liberta Sou

• Melhor Instrumentista: Guilherme Castilhos – Violão na música Liberta Sou

• Melhor Letra: Canção dos Longes – Moisés Menezes

• Melhor Melodia: Como Vai a Vida – Penna Flores

 

• Primeiro Lugar: Liberta Sou – Chacarera

Letra: Ivone Moreira e Melodia: Guilherme Castilhos

Interpretação: Maria Alice

 

• Segundo Lugar: Canção dos Longes – Toada

Letra: Moisés Menezes e Melodia: Jorge Ireno Cézar

Interpretação: Natalício Cavalheiro

 

• Terceiro Lugar: Na Tropeada da Vida – Milonga

Letra: Carlos Hahn e Melodia: Chico Luiz/Francisco Luiz

Interpretação: Leonardo Charrua

 

• Mais Popular: Carneando Porco – Contrapasso

Letra: Alex Casanova e Melodia: Alex Casanova

Interpretação: Os Gringos da Mata Grande

 

• Primeiro Lugar Etapa Regional: Chão Sagrado – Milonga

Letra e melodia: Fabrício Carvalho

Interpretação: Fabrício Simões

 

• Segundo Lugar Etapa Regional: Invernias – Milonga

Letra e melodia: Bibiana Machado

Interpretação: Tiago Machado

 

 

Texto e fotos: Anderson Tê Vargas

 

 

 

Comments are closed.