Câmara de Vereadores definiu comissões para 2021


Foto: divulgação

 

Em sessão extraordinária na manhã desta segunda-feira, 11, os vereadores deliberaram sobre a escolha dos nomes que irão compor as comissões permanentes do legislativo para o corrente ano.

As comissões são formadas por três parlamentares, sendo um presidente, um relator e um secretário, e são responsáveis pelo desenvolvimento de atividades como a fiscalização e a análise de projetos, além da emissão de pareceres de acordo com cada especificidade.

O presidente Rodrigo Ferreira (PSB) deu início à sessão às 10h e o secretário Marcelo Neves (MDB) fez a leitura dos integrantes das seis comissões. Ficou definido que na Comissão de Constituição, Justiça, Finanças e Orçamento o vereador Humberto Stoduto (PP) irá presidir, com Eto Vargas (PP) na relatoria e Matheus Leão (PDT) como secretário. Na Educação e Cultura, a presidência fica com Tavinho Gazen (PDT), relator Humberto Stoduto (PP) e Zilca Camargo (PDT) na secretaria. Na comissão de Saúde e Assistência Social o presidente será Marcelo Neves (MDB), o relator Marcelo Santos (PP) e o secretário Maninho Pinto (MDB).

A comissão de Agricultura, Pecuária, Meio Ambiente e Defesa do Consumidor terá como presidente o vereador Eto Vargas (PP), relator Gilvane Moreira (PP) e secretário Marcelo Neves (MDB). O vereador Renato Rosso ficou como presidente da Comissão de Segurança Pública (PP), a relatoria com Tavinho Gazen (PDT) e secretário Gilvane Moreira (PP).

A comissão temporária de Ética Parlamentar será presidida pelo vereador Marcelo Santos (PP), relatora Zilca Camargo (PDT) e secretário Renato Rosso (PP).

As escolhas para a composição das comissões foi aprovada por unanimidade.

 

Entenda as comissões

As comissões da Câmara dos Vereadores são órgãos técnicos previstos pelo regimento interno da Casa, com o objetivo de discutir e votar os projetos de lei que são apresentados à Câmara. Em alguns casos, as comissões se manifestam emitindo opinião técnica sobre o assunto, por meio de pareceres, antes de o assunto ser levado ao plenário. Em outros casos, estes colegiados aprovam ou rejeitam propostas que nem precisarão passar pelo plenário.

 

Ausência – O vereador Renato Rosso, que também é policial civil, não esteve presente na sessão extraordinária, porque conforme comunicado enviado à secretaria da Câmara, ele está trabalhando na Operação Hórus, na fronteira do estado durante este mês de janeiro.

 

 

Fonte: A.I. Câmara de Vereadores de São Sepé

 

 

Comments are closed.