Caçapava do Sul registra aumento de internações e casos de Covid-19


 

Após o governo do Estado do Rio Grande do Sul anunciar a suspensão geral de atividades entre 20h e 5h, todos os dias, após o aumento de casos e falta de leitos, colocando ao menos 11 regiões em Bandeira Preta (mais da metade das regiões do Estado) e retornando a 27ª Região, a qual pertence Caçapava do Sul, para a Bandeira Vermelha, ocorreram nesta segunda-feira, 22, diversas reuniões no Executivo sobre o novo Decreto de Covid-19 no município caçapavano.

O prefeito Giovani Amestoy se reuniu com a secretária Inês Salles, Sandra Bairros (coordenadora da epidemiologia), Florenço Mônego (presidente do Hospital Dr. Victor Lang), Luciano Pavanatto (Procurador-Geral), Cássia Freitas (Secretária-Geral), além de enfermeira representante do Comitê de Combate e a Imprensa Municipal, para discutir as novas medidas do Decreto Municipal, uma vez que Caçapava do Sul registrou nesta segunda-feira, 22, o maior número de casos de ativos registrados num único dia, e que, somente nesta segunda, o Hospital registrou pela manhã o maior número de leitos ocupados simultaneamente, 7, dos 9, e que destes, 2 pacientes, dentre eles, um de menos de 30 anos (e sem comorbidades), precisou ser transferido para a UTI.

De acordo com o que foi discutido entre Prefeito, equipe de profissionais da Secretaria de Saúde, representante do Comitê e direção do Hospital Dr. Victor Lang, desde o fim de semana a procura por atendimento com suspeita de Covid-19 em Caçapava do Sul subiu exponencialmente, além do aumento de casos ativos em mais de 50 casos novos desde o último boletim e com a ocupação dos leitos, será preciso uma medida mais restritiva das atividades para conter o avanço do vírus, que em sua maioria é detectado e positivado nos exames após junções de fins de semana e em grupo de familiares e amigos.

A Prefeitura, além de buscar o aumento do número de leitos para Covid-19 no Hospital Dr. Victor Lang, informou que pedirá auxílio do Exército e Brigada Militar para conter as aglomerações nas ruas e praças, além de festas e eventos clandestinos.

O novo decreto, que valerá a partir desta segunda-feira, e deverá ser anunciado na live das 20h30min desta segunda-feira (transmitida pelo Facebook da Prefeitura de Caçapava do Sul), ainda terá restrição de pedestres em vias públicas consumindo bebidas e similares e medidas restritivas de horários, a fim de que se evite aglomerações em postos, bares e distribuidoras.

Por fim, a Secretaria de Saúde reforça que, mesmo com início da vacinação, é necessário manter as medidas de distanciamento, evitar aglomerações ou compartilhamento de objetos pessoais (mate, copos, entre outros), para que haja redução dos casos ativos, uma vez que o sistema de saúde está colapsando em todo o Estado. Reforça ainda para que pessoas com suspeitas de covid procurem o Centro de Triagem para Covid-19 (Capela) e que evitem procurar o pronto-atendimento para consultas corriqueiras, uma vez que, por se tratar de local público de saúde, é considerado de alto risco de transmissão.

 

 

Fonte: Prefeitura de Caçapava do Sul

 

 

Comments are closed.