Obino

Startup cria sistema para diminuir desperdício de defensivos agrícolas


 

As novas tecnologias também marcam presença na Abertura Oficial da Colheita do Arroz que acontece na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão, na região de Pelotas.

A palestra com o tema: Startups conectando produtores: Tecnologia de pulverização seletiva, ministrada pelo engenheiro elétrico e sócio da Eirene Solutions, Gabriel Borges, foi realizada na tarde desta quarta-feira, 20 de fevereiro, na Carreta do Senar-RS.

Na oportunidade foi apresentado um sistema de aplicação de produtos em lavoura que favorece o produtor na economia com defensivos e na redução do impacto ambiental. A palestra acontece novamente, nesta quinta-feira, 21, às 11h, no mesmo local.

Na ocasião, Borges explicou como funciona o sistema de câmaras desenvolvido pela startup de Porto Alegre, a ser instalado em pulverizadores terrestres. Segundo ele, a criação da tecnologia foi baseada na necessidade de diminuir o uso desperdiçado de defensivos agrícolas.

“Olhamos para esse problema, que é um dos maiores gastos do produtor, e estudamos uma maneira para amenizar essa despesa excessiva”, afirma. Segundo ele, as etapas de pulverização representam 45% do desperdício de produtos aplicados nas lavouras, resultando em perdas milionárias dependendo do tamanho da fazenda.

A tecnologia já está desenvolvida mas em fase de imersão no mercado, com a captação de clientes para testes. “É importante que o produtor veja com os próprios olhos e note a diferença no bolso do investimento feito, enxergando também a efetivação do serviço que o sistema oferece”, comenta.

Foto: Fagner Almeida/Federarroz/divulgação

O engenheiro acredita na popularização da tecnologia, alcançando um patamar internacional. “Hoje em dia a tecnologia existe para melhorar a vida das pessoas, então porque continuar desperdiçando se temos uma tecnologia que utiliza dos mesmos processos e ainda traz economia? É uma escolha inteligente”, complementou.

O sistema analisa o solo e quando é necessário ativa a pulverização. “No método atual de pulverização, por exemplo, é pulverizado 100% da área, tendo planta ou não. Com esse sistema de câmeras instalados em veículos pulverizadores, a pulverização ocorre somente onde tem planta. À medida em que o veículo se desloca os bicos de pulverização abrem ou fecham. As câmeras detectam o que é erva daninha, o que é cultivo e o que é solo”, explica.

Para saber mais sobre a tecnologia, acesse www.eirenesolutions.com. A Abertura Oficial da Colheita do Arroz tem o tema “Matriz Produtiva: Atividade Diversificada, Renda Ampliada”.

O evento conta com Patrocínio Premium do Irga e Ministério da Agricultura, correalização da Embrapa e realização da Federarroz.