Obino

Secretaria de Saúde se manifesta sobre transporte de pacientes


O recente caso onde uma mãe questionou o transporte do filho, autista, em uma ambulância de São Sepé voltou a ser debatido pelo poder público. A Secretaria de Saúde se manifestou esclarecendo a situação. A pasta responsável pelo transporte de pacientes explicou as condições e pediu atenção dos usuários.

O procedimento envolve ao menos dois veículos Spin, um Ônix, uma Van e um ônibus (terceirizado). Eles se somam a frota de 16 veículos da secretaria, que atende ainda outros setores.

De acordo com a secretaria, os casos registrados por dois pacientes nesta semana demonstram os desafios diários enfrentados. São casos em que os pacientes possuem alguma emergência em serem transportados. Para não deixar de atender a demanda, o uso de ambulância para transporte é uma das alternativas. O planejamento do transporte (em carros ou veículos grandes) é feito previamente com ferramentas online. Por lá, aparecem os cerca de 2160 pacientes levados para Santa Maria, por exemplo, nos últimos quatro meses. No trajeto citado, foram aproximadamente 400 viagens.

Para que funcione de forma plena, é necessário agendamento prévio e o comparecimento do paciente nas datas agendas. Não é incomum casos de pessoas que acabam não comparecendo no dia do transporte, ou ainda pedindo transporte muito próximo das datas de saída e retorno.

A secretaria salienta que está comprometida em buscar resolver as situações apresentadas, mas conta com apoio dos pacientes para agendarem as idas a exames com antecedência e comparecem nos dias acordados.

 

 

* com informações A.I. Prefeitura de São Sepé