Obino

RGE Sul alerta sobre os perigos com a rede elétrica na construção civil


 

A RGE Sul reforça a campanha “Chega de Choque” no Dia do Trabalhador da Construção Civil, comemorado neste dia 26 de outubro. A data é uma oportunidade a mais para que as pessoas e as empresas reforcem os cuidados com a saúde e segurança no trabalho. A iniciativa é voltada ao engajamento das pessoas que atuam na área de construção civil. A missão é reduzir os índices de acidentes com profissionais liberais, como pintores de fachadas, calheiros, colocadores de painéis, eletricistas particulares e trabalhadores da área rural.

Os trabalhadores da construção civil estão fisicamente envolvidos com a energia elétrica de residências, estabelecimentos comerciais, industriais e rurais, por isso precisam estar sempre atentos e conscientes a tudo que envolva a sua segurança. O número de acidentes com a rede elétrica envolvendo profissionais liberais e a população em geral é o que motiva a ação: de janeiro a outubro de 2017 já ocorreram 72 acidentes na rede elétrica do Grupo CPFL, sendo destes, 24 fatais. O número supera em 44% o total de acidentes ocorridos em 2016, em que 50 casos vitimaram 25 pessoas.

No Brasil, segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) acontecem quase duas mortes por dia. Foram registrados 814 acidentes com choque elétrico em 2016, sendo 599 fatais. Dentre esses casos, 147 eram profissionais da construção civil e manutenção predial – na sua maioria autônoma. Perderam a vida 82 pedreiros, pintores, soldadores, serralheiros e ajudantes, oito trabalhadores do ramo de instalação de fachadas e painéis e 57 eletricistas.

Na busca incansável pela diminuição deste triste índice, a RGE Sul trabalha de forma permanente o tema da segurança com a população. Através da campanha intitulada Chega de Choque, quer a conscientização de todos sobre os riscos da energia elétrica, replicando dicas de segurança e ampliando o foco para este tema de grande sensibilidade.

Entre as ações está a divulgação de conteúdos sobre segurança em rádios, Facebook e banners de internet. “A conscientização dos riscos reais que a eletricidade oferece pode evitar que acidentes aconteçam. A campanha pretende incentivar os profissionais e a população em geral a adotar medidas de segurança, planejamento e o uso adequado de equipamentos de proteção. Ela é uma contribuição da CPFL para um tema que afeta a vida das pessoas em todo o País”, afirma o diretor de Comunicação e Relações Institucionais da CPFL Energia, Fabio Caldas. A campanha é assinada pela agência de comunicação Dim & Canziam.

“Chega de Choque é mais uma ação para valorizar a vida e reforçar a importância do trabalho mais seguro. Esperamos que tanto as pessoas como os profissionais sigam as orientações e procurem informações sobre segurança, pois não existe nada mais gratificante do que voltar para casa todos os dias com saúde e alegria”, destaca gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da CPFL Energia, Marcos Victor Lopes.

 

Dicas de segurança da RGE Sul para os trabalhadores da construção civil

– Ao construir ou reformar, nunca aproxime vergalhões, barras de ferro, réguas de alumínio, canos e outros materiais dos fios elétricos.

– Fique longe da rede elétrica quando for fazer o serviço de pintura. O cabo extensor é condutor de energia e a sua aproximação dos fios causa graves acidentes.

– Andaimes devem ser montados longe da rede de eletricidade. Reparos em lajes, telhados, 2º e 3º pavimentos oferecem ainda mais riscos. Redobre a atenção.

– Fique sempre atento ao dirigir ou manobrar caminhões com betoneiras, caçambas ou guindastes perto dos cabos da rede elétrica.

– Na dúvida, entre sempre em contato com um de nossos canais de atendimento e receba orientações para uma construção segura. Call center: 0800 707 7272 e site: www.rgesul.com.br.

 

 

Fonte: RGE Sul