Reunião debate situação dos funcionários da Secretaria de Obras


Foto: reprodução/Câmara de Vereadores

Um impasse envolvendo um grupo de funcionários da Secretaria de Obras de São Sepé que realiza serviços no interior do município resultou em uma reunião entre os vereadores, o prefeito Léo Girardello, o vice-prefeito Kéio Santos e o presidente da Câmara, Janir Machado.

O encontro, que aconteceu na manhã de terça-feira, 9, no gabinete da presidência do Legislativo Municipal, foi um pedido do prefeito e do presidente da Câmara, para debater as reivindicações dos servidores.

De acordo com Machado, o diálogo entre os poderes é fundamental para que situações como estas sejam solucionadas da melhor forma possível. “É importante para o bom andamento do nosso município o apoio dos colegas vereadores, sejam elas quando as coisas estiverem boas ou não e principalmente quando o prefeito precisar de todos nós para apoiar em alguma decisão”, destacou o presidente.

Com isto, ficou definido que a prefeitura encaminhará para a Câmara uma legislação que irá contemplar os pedidos feitos pelos funcionários, que atende a demanda dos trabalhos, principalmente no interior do município, além do reconhecimento dos servidores pelas atividades desempenhadas. “É um novo tempo na política sepeense, vamos trabalhar unidos para solucionar estes impasses”, justificou Janir, que esteve a frente da secretaria de Obras por 10 anos.

Ainda na terça-feira, outra reunião aconteceu na Câmara que apresentou as propostas a uma comissão que representou os funcionários da secretaria. No encontro também participaram secretários do município, vereadores, além do prefeito e vice.

A reivindicação dos servidores é para o pagamento de horas extras diárias referentes ao período em que os funcionários ficam parados no interior durante o intervalo de almoço. Em entrevista ao programa Espaço Livre da Rádio Cotrisel na última sexta-feira, 5, a direção do Sindicato dos Municipários de São Sepé (SIMUSS), informou que há embasamento legal para que o valor seja pago aos servidores. Conforme divulgado em entrevista, muitos deles acabam almoçando na estrada, sob forte calor e sem banheiro.

Enquanto o impasse não era resolvido, os funcionários estavam atuando em trabalhos dentro do perímetro urbano, o que possibilitaria que eles fossem para casa no intervalo do almoço e retornassem ao serviço à tarde.

A partir da reunião realizada na terça-feira, os funcionários retornam com o trabalho no interior a partir da próxima segunda-feira, 15, já que nesta semana o serviço está concentrado na retirada e estocagem de areia.