Obino

Pronto-Socorro do Husm restringe atendimentos


 

Foto: Gabriel Haesbaert/Diário

Desde a noite de quinta-feira, 22, o Pronto-Socorro do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) só atende casos de politraumatismo e de urgência e emergência. O motivo é um velho conhecido da população de Santa Maria: a superlotação do hospital.

No setor, que tem capacidade para 42 pacientes – 23 leitos e 19 macas – há 61 pacientes: 45 internados e outros 16 que estão aguardando na Sala de Emergência.

“O Pronto-Socorro está sempre superlotado. São 23 leitos e os demais ficam em macas. Geralmente ficam uns 40 pacientes só em macas de ambulância”, explica Rosângela Marques Machado, chefe do Pronto-Socorro.

Os pacientes que precisam de atendimento em casos mais simples devem procurar os pronto-atendimentos, que funcionam 24 horas ou as unidades básicas de saúde. O Husm ainda não tem previsão da normalização dos atendimentos no PS.

Como o Husm recebe pacientes de Santa Maria e de mais 44 municípios da região por ser referência em serviços de média e alta complexidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS), os casos com menos urgências estão sendo agendados para encaminhamento a partir de segunda-feira.

No PS do Husm, são prestados atendimentos nas áreas da traumatologia e oncologia, entre outras demandas. Mais de 50 profissionais – entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e nutricionistas – prestam atendimento à população.

 

 

Fonte: Diário de Santa Maria