Professores estaduais aprovam greve por tempo indeterminado


Foto: Paulo Rocha/Rádio Gaúcha

Durante assembleia geral na manhã desta terça-feira, 5, o Cpers Sindicato aprovou greve dos professores estaduais por tempo indeterminado. A paralisação ocorre em razão do parcelamento de salários por parte do governo de José Ivo Sartori.

A presidente do sindicato, Helenir Aguiar Schürer, disse que a mobilização não quer prejudicar os alunos e o objetivo é pressionar para que o governo cesse o parcelamento de salários. Helenir pede que os pais e alunos entendam a greve que está por vir.

A ampla maioria dos professores aprovou greve por tempo indeterminado e decidiu que não vai recuperar os dias parados enquanto ocorrer o parcelamento dos salários. Também foi aprovado um calendário de visitas e mobilizações em todas as escolas do Rio Grande do Sul.

Após a assembleia os professores saíram em caminhada pelas ruas de Porto Alegre.