Pátria maltratada, Brasil!


 

“Idolatrada”, “gigante pela própria natureza, “ és mãe gentil dos filhos deste solo”. É assim que o Hino Nacional faz referência à nossa “Pátria amada”. Mas, infelizmente, hoje está sendo maltratada pela corrupção, pela violência, pelo desemprego e pelas injustiças sociais.

O Brasil é um dos países que cobra dos trabalhadores os mais altos impostos que deveriam ser revertidos em benefícios à população como acontece em outros países. No entanto, essas verbas “públicas” são desviadas pela corrupção, por políticos desonestos que só pensam no povo durante as campanhas eleitorais para pedir voto. Outro grave problema que está deixando os brasileiros indignados é o aumento incontrolável da violência. A insegurança é consequência da fragilidade das leis que protegem os infratores, principalmente, os menores de idade. O Poder Judiciário está perdendo a credibilidade pelas decisões tomadas geralmente favorecendo os criminosos. Além desses graves problemas, a crise econômica, gerada pela incompetência administrativa, resultou em milhares de cidadãos desempregados.

Em consequência dos desvios de verbas e dos desmandos que há em nosso país, as injustiças sociais aumentaram. Na área da saúde, há falta de medicamentos e de aparelhamento para atender pacientes que necessitam de tratamentos adequados. Além disso, por falta de atendimento, muitos doentes morrem em filas ou corredores de hospitais. Na educação, não há verbas para melhorar a infraestrutura das escolas e nem a qualidade de ensino. Quanto à segurança pública, os cidadãos honestos perderam o direito de ir e vir, garantido pela Constituição. Há falta de presídios e de projetos para a recuperação de presos. Na área econômica, muitas empresas faliram e seus empregados perderam a oportunidade de trabalho, gerando dificuldades financeiras para atender as necessidades básicas da família.

Portanto, para que a nossa nação saia dessa situação caótica, é preciso que os brasileiros tenham mais responsabilidade na hora de escolher seus representantes a fim de que os incompetentes e os desonestos sejam afastados do poder. É necessário também que a ética e a moral voltem a reinar em nossa sociedade. Só o “braço forte” deste “povo heroico” poderá transformar Brasil num país de “paz no futuro”, de “um sonho intenso de amor e de esperança” para que volte a ser “dos filhos deste solo a mãe gentil” e a “pátria amada, Brasil”.

 

 

Redação elaborada pelo grupo de alunos que participam do projeto “Produção Textual”, do Colégio Estadual São Sepé (CESS), orientado pela professora Norma.

 


Envie seu artigo de opinião para O Sepeense através do e-mail redacao@osepeense.com