Passageiros e motoristas voltam a sofrer com o descaso na Ponte das Tunas


Fotos: Douglas Medeiros

Passageiros de uma empresa de ônibus que fazia a linha São Sepé-Agudo voltaram a sofrer com o descaso na Ponte das Tunas na manhã deste sábado, 12. Por volta das 7h30min, o ônibus da empresa Argenta ficou trancado sobre a estrutura enquanto realizava a travessia entre Formigueiro e Restinga Sêca.

De acordo com relatos de pessoas que passavam pelo local, parte da estrutura de madeira quebrou e o coletivo ficou com uma das rodas trancadas, impedindo que a viagem fosse retomada. O fato revoltou o motorista da empresa que teme que algo pior aconteça na ponte, caso uma providência não seja tomada.

Como o ônibus ficou trancado na estrutura, a empresa precisou chamar outro coletivo que estava em Restinga Sêca que foi até o Balneário das Tunas. Os passageiros tiveram que atravessar a ponte a pé para que pudessem entrar no outro ônibus e seguir viagem. Chovia muito no momento.

No momento do acidente haviam cerca de 10 passageiros. Como o ônibus ficou trancado sobre a ponte, o trânsito ficou totalmente interrompido. Motoristas que seguiam atrás do ônibus tiveram que retornar. Alguns condutores tiveram que voltar e utilizar a BR-290 ou BR-392 para que pudessem seguir os seus destinos.

Por volta das 10h30min o trânsito chegou a ser liberado depois que o motorista e o cobrador da empresa realizaram o conserto da ponte. No entanto, o trânsito voltou a ser interrompido em torno das 11h. Isso porque uma empresa responsável pelos reparos na RS-149 foi até o local para consertar as madeiras quebradas. A Polícia Rodoviária Estadual está no local acompanhou os trabalhos. O trânsito foi liberado por volta das 16h.

Essa não é a primeira vez que passageiros e motoristas passam por esse tipo de situação. Em agosto de 2015 os passageiros tiveram que atravessar a ponte a pé em função de buracos na estrutura. O mesmo aconteceu em julho deste ano quando o motorista e um cobrador da mesma empresa precisaram carregar madeiras e arrumar a estrutura.