Pais se emocionam com textos de crianças sobre colegas autistas


Fotos: divulgação

O resultado de uma tarefa repassada aos alunos do 4º ano da escola João XXIII, em São Sepé, emocionou pais e professores da instituição. O texto que deveria falar sobre autismo mostrou que os pequenos aprenderam na íntegra uma lição marcada por respeito e amor.

A diretora da escola, Liara Freitas Vaz, conta que o grupo de professores tem se reunido para estudar mais sobre o autismo. “Tudo começou em um evento em maio deste ano, quando nos aproximamos do tema. A partir de então, percebemos a necessidade de buscar mais conteúdo para tratar em sala de aula”, explica. Atualmente, a escola possui três alunos com autismo, todos eles em diferentes turmas.

O desafio de escrever sobre autismo foi proposto pela professora Carina Fernandes da Silva. Era apenas mais uma tarefa para estimular a prática da redação na escola. Em um dos textos uma aluna escreveu palavras endereçadas a um colega autista: “Quando te vejo sinto uma enorme gratidão por você me mostrar o que é ter asas sem ao menos voar” . A aluna ainda completou: “no recreio te enxergo a bater em uma caixa, ouço aquela linda melodia que me faz dançar nesse mundo sem graça. Mundo esse que exclui as pessoas só pelo fato de ser negro ou ser autista, preconceito esse que me envergonha a cada amanhecer”. Outro colega enfatizou na redação: “Ser autista  é como olhar para o céu e enxergar uma estrela diferente e acreditar que ela meus sonhos realizará”. 

A repercussão veio após alguns pais perceberem o conteúdo que os filhos haviam escrito. Pelas redes sociais, a professora postou os textos e explicou a iniciativa. “Levei o poema de Benjamin Giroux um menino que escreveu para sua professora e através desse poema começamos a debater sobre o assunto. Pedi que cada aluno escrevesse um poema colocando suas palavras com o coração. E a minha surpresa foi essa um poema mais lindo que o outro!”, destacou a professora Carina.

 

 

Leia os textos