Obino

Local onde homem morreu após deslizamento será vistoriado em Vila Nova do Sul


 

O Ministério do Trabalho (MTB) deve vistoriar o local, uma área de extração de calcário, onde um motorista de caminhão morreu vítima de um deslizamento de pedras. O acidente aconteceu dia 16 de outubro deste ano no interior de Vila Nova do Sul. A vítima foi identificada como Marcondes Moraes Seixas, 35 anos. A reportagem é do Diário de Santa Maria.

Conforme o delegado José Bastos, responsável pela investigação, a perícia é necessária para que a investigação prossiga. “Por ora, tratamos como acidente, mas estamos investigando as responsabilidades “, diz.

Por essa razão, ele explica, é necessária a vistoria do MTB além da perícia do Instituto Geral de Perícia (IGP).

A Polícia Civil investiga as circunstâncias do acidente. Entre as questões que estão no horizonte de investigação, há a regularidade do espaço onde trabalhava, bem como uso dos equipamentos de segurança previstos pela legislação.

Seixas é filho do ex-prefeito de Vila Nova do Sul, João Nolmir Seixas de Moraes.

 


O ACIDENTE

Conforme a polícia, Seixas estava junto de um colega na área de extração de calcário quando houve o deslizamento. O colega, que operava uma máquina, conseguiu desviar das pedras, mas Seixas, que dirigia um caminhão, não.

Ele foi socorrido com vida pelos colegas e levado à Unidade Básica de Saúde (UBS) de Vila Nova do Sul. O município não conta com hospital. Devido à gravidade dos ferimentos sofridos por Seixas, houve transferência para o Hospital Santa Casa de Caridade em São Gabriel, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

 

 

Fonte: Diário de Santa Maria