Influências energéticas para 2018 – Marcus de Siqueira

 

INFLUÊNCIAS ENERGÉTICAS PARA 2018

POR MARCUS DE SIQUEIRA

 

NÚMERO: 2+0+1+8= 11/2

PLANETA: JÚPTER

ORIXÁ REGENTE: XANGÔ

ORIXÁ JUNTÓ: OROINÁ

SAUDAÇÃO: KAÔ KABECILÊ / KALI YÊ MINHA MÃE

ELEMENTO: FOGO

PONTO DE FORÇAS VIBRACIONAL: MONTANHAS E PEDREIRAS

PEDRAS: JASPE MARROM, JASPE VERMELHO, BAUXITA, ÁGATA DE FOGO, CALCITA LARANJA

ERVA: ARRUDA

CORES DO ANO: VERMELHO, MARROM, LARANJA

ARCANO DO TARÔ: A JUSTIÇA

 


 

Saravá irmãos em Oxalá!

Mais um ano vai se despedindo e nos deixando seus ensinamentos, pois cada ano é um ciclo que se transforma em nossas vidas, nos deixando conquistas e derrotas, pois este é o sentido da vida, crescermos em cima dos desafios.

A esperança sempre se renova, mas com ela deve vir à mudança de atitudes e pensamentos. Devemos ser a mudança que queremos ver. Somos energia pura! E energia é vida inteligente dinamizada através de uma cor, um número, um aroma, uma nota musical, um planeta, enfim tudo é energia. A partir do momento que soubermos manipular essas energias a nosso favor com certeza iremos produzir um campo magnético positivo a nossa volta, e tudo ficará mais brando.

Faz-se cada vez mais importante a busca do conhecimento a fim de que o ser humano possa atuar de forma ativa e positiva frente a essa nova realidade social, cultural, espiritual, profissional, política em que nos encontramos. É chegada a hora do fazer, e não apenas do saber.

Há alguns anos, nosso planeta vem sofrendo transformações muito significativas em torno de suas deficiências. A humanidade clama pela transformação, embora isso não faça parte dos desejos e atitudes do todo. Mas sempre existirá a esperança!

O ano de 2017 foi marcado por passos lentos, porém deixando suas pegadas ao longo da estrada. O planeta Saturno abriu sua regência maior pelos próximos 36 anos, sendo assim, suas influências evolutivas e de amadurecimento moral estarão presentes nas próximas décadas. Saturno é um planeta lento. A terra leva 365 dias para realizar uma volta completa em torno do sol, saturno, leva aproximadamente 29 anos terrestres para fazer o mesmo movimento. Isso nos faz entender que a “análise” é feita com muito mais “paciência” e “observação” quando sob a influência deste planeta.

À partir de 21 de março de 2018, Saturno entrega a regência do ano (ciclo anual) para Júpter, pois é quando o Sol entra em Áries, mas já em janeiro, começamos a ser influenciados de forma sutil pelo planeta.

No ano de 2018, Júpiter proporcionará um desenvolvimento enorme a todos os cidadãos. Sua amplitude será mais bem notada nos ramos da filosofia e da fé humana, entretanto, por um lado contrário, o materialismo crescerá abundantemente. Por causa disto, esteja preparado para lidar com o egoísmo de várias pessoas. Procure nunca ser engolido pela força negativa deste planeta em regência.

É necessário que tomemos cuidado com as nossas finanças e com os nossos relacionamentos. Podemos não nos contentar com pouco e começar a praticar atividades ilícitas, favorizando a corrupção.

Júpter é justiça, razão e equilíbrio em ação, e isso reverberará na criação divina.

Devemos compreender que tudo faz parte de um processo evolutivo. Saturno analisou de modo paciente e sábio e agora entrega para Júpter que irá fazer o julgamento, e em 2019 será a vez da execução da lei, Marte. Na Umbanda termos: Obaluayê, Xangô e Ogum, uma trindade perfeita, a evolução através da justiça divina e da lei maior.

Que o novo ano traga tudo o que nos é de merecimento e necessário para seguirmos em frente, rumo ao criador. Axé!

JÚPITER

O senhor dos raios e trovões, como regente de uma casa ígnea, este planeta pode incutir Fogo no sentido de aventuras, conquistas, desbravar, rumar ao longe, vivenciar o lado esportivo, qualidades de ação e até o otimismo excessivo próprio do Fogo, aliado à Fé que incute forte poder pessoal.

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar, tanto em diâmetro quanto em massa. Para termos uma ideia, seriam necessários, aproximadamente, 1300 planetas Terras para ocupar o interior de Júpiter, de tamanha sua imensidão, e é o quinto mais próximo do Sol.

Júpiter também mostra a forma como nos expressamos eticamente, religiosamente e qual é a nossa forma de encarar a vida. Tem muito a ver com esse aspecto intelectual mais levado para a religião, filosofia e também para a ética.

Na vertente esotérica da Umbanda, entende-se que o planeta Júpter trás em si qualidades semelhantes ao Orixá Pai Xangô e ao Orixá Mãe Oroiná.

Oroiná, ou Egunitá, ainda é um orixá pouco conhecido nas vertentes mais antigas da Umbanda, devido a isso, muitas linhas colocarão ao lado de Xangô Mãe Iansã regendo o novo ano. São diferentes formas de estudo, e todas devem ser respeitadas.

 

XANGÔ

Pai Xangô, é a divindade da Umbanda, que manifesta os mistérios do Trono Masculino da Justiça, irradiando justiça o tempo todo, de forma passiva, a toda a criação, não forçando ninguém a vivenciá-la, mas sustentando a todos que a buscam. Seu elemento é o fogo, presente nas montanhas e pedreiras. Senhor dos trovões, Xangô é ainda simbolizado por uma balança (o equilíbrio da justiça) e o machado de dois cortes (a direita e a esquerda; o em cima e o embaixo; o positivo e o negativo). Dentro ainda do simbolismo podemos citar para Xangô a estrela de seis pontas (estrela de Davi), simbolizando o equilíbrio do universo, onde o triangulo que esta acima é como o que está abaixo citado por Hermes Trismegisto em sua obra pedra de esmeralda.

Em outros tempos e culturas esta divindade foi conhecida como Zeus, Hórus, Agni, Shiva, Thor, etc.

 

OROINÁ

Mãe Oroiná, é a divindade da Umbanda, que manifesta os mistérios do Trono Feminino da Justiça, absorvendo o desequilíbrio na Justiça e na Lei de forma ativa, reconduzindo o ser ao equilíbrio; cósmica, pune quem dá mau uso ou se aproveita dessa qualidade divina com más intenções. Fator purificador e energizador, divindade da purificação por meio do fogo. Também portadora de grande energia, transmite-a quem dela precise. Elemento fogo que absorve o ar. Assim como Iansã, ora faz par com Ogum (Lei), ora faz par com Xangô (Justiça). Também inflexível e implacável contra as injustiças e negativismos humanos, mostrando-se assim grande protetora daqueles que a merecem. É senhora da espada flamejante e tão racional quanto Xangô. Ponto de força, caminhos e pedreiras.
No panteão Nago/Yorubá, não vemos citação de um Orixá feminino do fogo.

Em outros tempos e culturas esta divindade foi conhecida como Héstia, Kali, Enyo, Sekmet, etc.

Fonte: livro Orixás na Umbanda (Alexandre Cumino, Madras)

 

ARCANO DO TAROT
A JUSTIÇA

O Tarot utilizado neste estudo é o de WAITE. No Tarot de MARSELHA, o arcano XI é A Força.

A Justiça é uma carta de alerta. Ela pede que tenha sabedoria e saiba pensar com cautela nas suas tomadas de decisões.

Ela é a representação do karma em nossas vidas, saiba que tudo que decidir ou agir neste momento te trará as consequências futuras, por isso é necessário não exagerar nas decisões e ser justo acima de qualquer coisa.

Situações em que serão necessárias tomadas de decisões surgirão em seu caminho e você será o responsável por como conduzir suas soluções. Não dê nenhum passo sem pensar, sem ponderar, sem refletir. Busque o autoconhecimento, entenda todos os lados, imagine soluções com clareza e harmonia, não faça nada sem estudar detalhadamente o que pode ganhar ou perder com o acontecimento. Acima de tudo seja justo, não tente melhorar a situação para você passando por cima de outras pessoas, pois adiante as coisas voltarão contra. É um momento de acerto de contas do destino com algo que você deixou em aberto em vidas passadas, é um acontecimento karmico que exige que nessa vida você não cometa novamente os mesmos erros e que tenha a certeza de que aprendeu a lição.

 

2018 – SAÚDE

Os problemas de saúde que estarão em maior evidência serão:

Circulação arterial, sistema cardiovascular, podendo ter muitos índices de derrame cerebral e enfarte. As funções hepáticas (fígado).

 

2018 – PROFISSÃO

As profissões que estarão em alta serão:

Magistratura (juiz); Advocacia; Promotoria e procuradoria; Médicos cardiologistas; Fiscais; Filosofias; Altos cargos religiosos.

 

2018 – AMOR

Os relacionamentos onde existe a cumplicidade e respeito tendem a permanecerem sólidos. A razão e emoção entram em conflito, e pode existir um índice muito grande de divórcios pelos mais variados motivos, mas o principal será a infidelidade.

 

2018 – ESPIRITUALIDADE

É o ano do “acerto de contas”. A lei maior e a justiça divina estarão trabalhando com o fogo divino no que diz respeito ao karma, executando com seu total potencial a humanidade. “Quem deve paga, quem merece recebe…”.
O despertar da mediunidade será muito alto, e muitas pessoas se descobriram portadores do dom mediúnico. Muitas crianças com missões espirituais nascerão em 2018.

No que diz respeito às influências negativas de Sacerdotes que conduzem seus fiéis ao caminho da ilusão e fanatismo, a lei maior e a justiça divina estarão atentas, não deixando passar nada sem ser anotado no livro sagrado da lei. Algumas máscaras irão cair.

Religiões que tem muita influencia política, também se dado mal uso a este poder, sofrerão quedas.

 

2018 – POLÍTICA

No Brasil, é notória a limpeza que esta sendo feita. Logicamente, não no tempo que os homens gostariam, mas o tempo de Deus é outro. Nos últimos anos os escândalos só fazem aumentar a desilusão de nosso povo, mas se assim não fosse, estaríamos cobertos pelo véu da ilusão para todo o sempre. A sujeira inicia nos pequenos municípios e chega até Brasília, e vem de muitas décadas, não sendo possível uma limpeza imediata. Mas nossa esperança é que nos próximos anos a consciência dos novos políticos e eleitores vá ficar mais justa e consciente.

 

JANEIRO: A Morte.

Será o mês das transformações. A morte com sua foice nos faz entender que é preciso cortas os velhos galhos da árvore, para que novos venham com mais força, dando assim novos frutos.
Isso nos mostra que já no primeiro mês do ano alguns “barbas brancas” irão cair. Mas ainda com pouca significância.

 

FEVEREIRO: A Temperança.

Com isso, neste mês o clima se tornará mais ameno, dando certa esperança de melhora. Devemos ter paciência e ponderação.

 

MARÇO: O Diábo.

Com o passar do carnaval, o país entra em funcionamento, e logo aquilo que foi abafado nos primeiros meses começa a vir a tona, e o alvoroço se inicia novamente. Tumulto!

 

ABRIL: A Torre.

Mais cabeças irão rolar, políticos de grande importância se afastam do poder. Manifestações novamente tomam as ruas, e aumenta o possibilidade de uma intervenção militar, mas creio que sem sucesso, não se concretizando.
O ano será de eleições, por isso estará “PEGANDO FOGO”.

As dificuldades de pagamento no estado prosseguem. Não será um ano de muitos investimentos.

 

2018 – CLIMA

Será um ano muito quente, com muitas possibilidades de temporais, chuvas de pedras, tufões, etc.

 

2018 – EDUCAÇÃO

A educação tem previsões de ser mais difundida por toda a população e as pessoas debaterão mais sobre os seus pontos de vista. A única forma de descravizar um povo é através do conhecimento. A expansão de Júpiter vai promover ótimos encontros, ideias e experiências. Há possibilidade de investimentos do governo nessa área, mas de forma muito sutil.

 

FIRMEZAS DE FINAL DE ANO:

Recomendamos que no dia 31 se ascenda um triângulo de velas sendo que na ponta de cima uma vela branca para seu anjo da guarda, uma vela violeta para Pai Obaluayê a esquerda mais embaixo e uma lilás para Mãe Nanã Buruquê a direita desta, agradecendo tudo aquilo de bom que recebemos no ano que se despede. Pode-se colocar um copo com agua no centro. Depois da queima das velas, a água pode ser colocada no ralo da pia. Não tem hora certa para esse procedimento, caso tenha que viajar, isso pode ser feito nos dias que antecedem.

No dia primeiro de 2018, deve-se ascender da mesma forma uma vela branca para o anjo da guarda, uma vermelha ou marrom para Pai Xangô e uma Laranja para Mãe Oroiná, da mesma forma em triangulo, pedindo que o ano novo seja de provimentos, fartura, equilíbrio, etc.

Caso estiver viajando pode ser feito nos dias posteriores.

 

OFERENDA A PAI XANGÔ E MÃE OROINÁ

Xangô

Local: Em casa, na montanha ou pedreira.

Toalha ou pano vermelho ou marrom;

Velas vermelha ou marrom;

Fitas vermelha ou marrom;

Frutas como abacaxi, melão, manga, melancia, figo, caqui, laranja e goiaba vermelha.

Cerveja preta;

Flores vermelhas.

 

Oroiná

Local: Em casa ou na pedreira.

Toalha ou pano laranja;

Velas laranja;

Fitas laranja;

Frutas como laranja, abacaxi, pitanga e caqui;

Champagne de sidra;

Palmas ou flores vermelhas. Flores alaranjadas.

Todos os elementos devem ser consagrados a Deus e os orixás, sendo pegos com as mãos em conchas e elevados acima da cabeça. As frutas, mesmo sendo feita a oferenda na natureza, devem ser levadas para casa e comidas. Se feita em casa, pode ser feita no dia da ceia, e comidas por todos após. Lembramos que quando forem à natureza deve-se fazer uma pequena oferenda com vela preta e vela vermelha aos guardiões daquele ponto de forças, e também termos consciência ecológica, não deixando nenhum tipo de sujeira no local. Umbanda é culto a natureza!

 

BANHO DE ERVAS

Um punhado de arruda, um de manjericão e um de folha de laranjeira.

Colher as ervas frescas e macerar em água de preferencia natural (chuva, fonte, rio…) ou ferver as ervas secas colocando na panela (2 min de fervura).

Mínimo 4 litros de água. Pode ser completada essa porção com a água do chuveiro, para temperar o banho.

Rezar o banho, fazendo em forma de oração seus pedidos e agradecimentos, com as mãos espalmadas em direção ao recipiente.

Após sua higiene, elevar o líquido acima da cabeça e derramar da cabeça aos pés.

Respirar profundamente por 7 vezes, e secar-se normalmente.

Este processo pode ser feito antes da virada do ano.

 

LIMPEZAS ENERGÉTICAS:

Por sermos seres magnéticos, pois as divisões da matéria nos levam até as ondas (energia), vamos acumulando durante o ano energias negativas e deletérias, verdadeiros “fungos” energéticos em nossos corpos espirituais, sem contar em pensamentos e atitudes negativas que nos levam a fazer ligações através de cordões energéticos com esferas negativas e seres negativados.

Então para aqueles que acharem necessário para iniciar o novo ano livre de qualquer tipo de negativismo, fazemos um procedimento através de mandalas da Magia Divina, para limpeza dos corpos energéticos de casas, ambientes e pessoas, proporcionando descarrego energético, abertura de caminhos, cura física, mental e espiritual.

As limpezas iniciaram dia 15 de dezembro e vão até dia 30, sendo agendadas com antecedência. Os valores dependerão dos locais e quantidade de pessoas.

Agendamentos através do telefone: (55) 9 9659-1595 com Marcus.

Lembramos que este material é a compilação de anos de estudo, não cabendo aqui fazermos adivinhações, pois o objetivo é analisarmos as influências e tendências energéticas.