Gestão de Eto Vargas na Câmara devolve R$ 900 mil à Prefeitura de São Sepé


 

Em tempos de crise financeira, economizar é preciso. Foi esta a ideia do vereador Eto Vargas (PP) durante seu mandato como presidente do Legislativo em 2017. Atento aos gastos públicos, o parlamentar se dedicou a cuidar do orçamento destinado a Câmara, que serve para saldar as despesas como pagamentos de servidores, diárias, entre outras. “Durante todo o ano tive o assessoramento da tesouraria que me ajudou a manter os recursos em dia e não gastar com excesso”, afirmou Eto.

Ao longo de 2017, os recursos excedentes do orçamento do Legislativo foram sendo entregues a Prefeitura de forma parcelada. Com isto, foram economizados mais de R$ 900 mil reais. O valor histórico é um dos maiores montantes entregues nos últimos anos.

“De forma responsável fomos trabalhando para que isso acontecesse, sabendo usar os recursos de forma consciente, já que estamos vendo municípios da região com saúde financeira castigada”, disse o vereador. Comparado a 2016, quando foram devolvidos R$ 300 mil reais, a economia feita por Eto Vargas foi duas vezes maior que o ano anterior ao seu mandato.

Outro corte feito pelo ex-presidente foi com relação ao uso das diárias, ponto polêmico e que já foi motivo de protestos no Estado, devido ao uso indevido por parte de Câmaras Municipais. “Temos que dar o exemplo, fazer tudo de forma legal, com muito estudo”, defende o vereador. O gasto com diárias, que servem para viagens e realização de cursos de aprimoramento dos vereadores e servidores, em 2017 foi de R$ 27 mil reais. Se feita a mesma comparação com 2016, a economia foi de pouco mais de R$ 9 mil reais. “Nosso trabalho será sempre este, pensando na nossa comunidade e de que maneira podemos trabalhar de forma consciente em nosso mandato, tendo responsabilidade com o dinheiro público”, afirmou Eto.

A devolução dos recursos à Prefeitura é feita todos os anos pelo presidente em exercício da Câmara, que pode ainda sugerir ao prefeito de que forma o dinheiro pode ser investido no município. Eto solicitou ao prefeito Léo Girardelo (PP) que o recurso devolvido seja investido nas áreas de saúde, educação e recuperação das estradas do interior de São Sepé.

 

 

Fonte: A.I. Câmara de São Sepé