Obino

Familiares de jovem morto com golpes de machado pedem justiça durante Sessão do Tribunal do Júri


 

 

O Tribunal do Júri se reúne nesta quinta-feira, 8, para o julgamento do réu Dionatan Strassburger da Silva. Ele é acusado de matar a vítima Andrei Richard Martins Elsner, em junho de 2016, no Bairro Santos, em São Sepé. Familiares e amigos realizam atos de protesto em frente ao Fórum da Comarca do município.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público o crime aconteceu por volta das 23h30min na Rua Odorico Gonçalves Dias quando Dionatan teria atingido a vítima diversas vezes com um pedaço de madeira e, posteriormente, com o uso de um machado acabou matando Andrei. Dionatan foi pronunciado por homicídio qualificado por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima (art. 121, caput, §2º, inciso II e IV, do Código Penal). Atua na acusação o Promotor de Justiça Cláudio Rafael Morosin Rodrigues. A defesa é realizada pela Defensora Pública, Cláudia Alves da Rocha.

Conforme a situação narrada, Andrei estava dormindo no momento do crime e foi atingido pelos golpes na cabeça e no corpo. O acusado permanece preso preventivamente desde 14 de junho de 2016.

A mãe de Andrei disse que o motivo da mobilização é para pedir justiça. Ela enfatizou a brutalidade do crime, tendo o jovem sido surpreendido enquanto dormia. Maria acredita que uma discussão teria motivado o crime, já que ambos eram colegas de trabalho.

O grupo usa camisetas com a foto da vítima, além de cartazes e uso de aparelhos sonoros com mensagens.