Estado quita salários de quem recebe até R$ 5.350,00

ppci - resfria - popular


O governo do Estado integralizou, nesta terça-feira, 31, os salários do mês de maio para os servidores com vencimento líquido de até R$ 5.350,00, que representa 89% dos vínculos do Poder Executivo. Além do depósito de R$ 3.500,00 líquidos para cada matrícula, valor que estava disponível desde cedo na conta dos funcionários, a Secretaria da Fazenda autorizou o crédito de mais duas faixas no final do dia, uma de R$ 750,00 e outra de R$ 1.100,00. Com isso, 99% do Magistério está com os salários em dia dentro do último dia útil do mês.

Os novos valores ingressarão na conta dos funcionários durante a noite, mas o crédito será com data de 31 de maio. Para realizar este novo repasse, a Fazenda precisou de cerca de R$ 115 milhões, valendo-se principalmente de recursos do caixa único e dos depósitos judiciais. O crédito de R$ 3.500,00 já havia representado um total de R$ 757,5 milhões.

Os empregados das fundações regidos pela CLT receberão seus vencimentos de maneira integral na próxima quinta-feira, 2, segundo dia útil. A expectativa da Secretaria da Fazenda é complementar as últimas duas faixas e contemplar os 11% restantes do funcionalismo até o próximo dia 13 de junho.

Agora no mês de maio ocorre o pagamento de mais uma parcela dos reajustes concedidos para a área da segurança pública, cujo impacto até 2019 está estimado em R$ 3,9 bilhões. A folha completa do Poder Executivo fechou o mês em R$ 1,408 bilhão. O valor líquido dos salários chegou a R$ 1,181 bilhão para os servidores da administração direta (R$ 997,7 milhões), fundações e autarquias. O restante são compromissos do Tesouro com as consignações e os tributos sobre a folha.

 

 

* Sefaz

 

Guilherme Motta