Estado quita salários de até R$ 4.500 ainda nesta sexta-feira


 

A partir da arrecadação dos primeiros dias do calendário de ICMS, o governo do Estado irá quitar, ainda nesta sexta-feira, 10, os salários de julho para os servidores que recebem líquido entre R$ 2.000 e R$ 4.500.

A Secretaria da Fazenda precisou reunir em caixa R$ 367,8 milhões para atender cerca de 100,5 mil vínculos que se encontram nesta faixa de vencimento. Com mais este depósito, serão ao todo 264.243 matrículas com a folha em dia desde a virada do mês, o que representa 77,4% do funcionalismo vinculado ao Poder Executivo.

Os valores estarão disponíveis na rede bancária entre o final da tarde e o início da noite. Com mais este depósito, a Fazenda alcança em termos de pagamento R$ 579,8 milhões diante de uma folha líquida que fechou o mês em R$ 1,217 bilhão (sem considerar as consignações bancárias). Nesta quinta-feira, 9, já haviam sido integralizados os salários para os servidores com vencimento líquido entre R$ 1.750 e R$ 2.000.

Ao longo do mês de julho, a receita líquida ficou em R$ 2,320 bilhões. Já as despesas alcançaram R$ 3,542 bilhões. O rombo neste período ficou em R$ 1,081 bilhão, mesmo após sacar R$ 140 milhões de recursos do caixa único. A maior despesa foi a parte atrasada da folha salarial de julho, que ficou R$ 792,4 milhões. Ao todo, o Executivo contempla mais de 341,4 mil vínculos entre ativos, inativos e pensionistas.

 

Próxima semana

Segue a previsão de quitar até a próxima terça-feira, 14, os salários líquidos de até R$ 8 mil. Quando atingir este valor, serão 93% das matrículas com a folha integralizada até esta data, o que representa 317.278 vínculos. Já a quitação aos servidores acima deste salário líquido (7% do funcionalismo) deverá ocorrer a partir do dia 21.