Escolas da região recebem verbas para aquisição de livros

Trinta escolas da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) foram contempladas, via autonomia financeira, com o programa Crédito de Leitura, o qual repassa verba para as escolas adquirirem livros. O recurso foi repassado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) no início de outubro e as escolas têm 120 dias para comprar os livros e prestar conta.

O recurso destinado a cada escola varia entre R$ 1.000 e R$ 3.000, de acordo com a modalidade de ensino (R$ 1.000 para Escolas com até 5º ano do Ensino Fundamental, R$ 2.000 para unidades com Fundamental completo – 1º ao 9º anos – e R$ 3.000 para escolas com Ensino Médio e Educação Profissional).

O Governo do Estado destinou ao Crédito de Leitura um valor aproximado de 7 milhões entre 2011 e 2014, beneficiando as 2.574 escolas da rede. O Crédito de Leitura é um exemplo da política de incentivo à escrita e leitura que está sendo implementada pela secretaria com apoio do centro de governo. A intenção do Programa é incentivar a participação das escolas em feiras de livros, seja a tradicional feira da Capital, a maior da América Latina, seja nas cidades do interior, além de estimular a atualização de acervo de bibliotecas escolares. “Trata-se de ferramenta pedagógica para alunos e professores”, resume o secretário da Educação, Jose Clovis de Azevedo.

O Programa Crédito de Leitura é uma iniciativa da Seduc, por meio da Equipe de Apoio à Leitura, Livro e Literatura do Departamento Pedagógico. A intenção é incentivar a leitura a partir da qualificação e atualização do acervo de bibliotecas escolares, além de promover o acesso ao livro, oferecer a professores alternativas de práticas pedagógicas a partir da literatura, e formar leitores, entre outros. Este recurso chega às escolas via autonomia financeira, de acordo com o Decreto 48.620/2011, que autoriza o repasse de dinheiro da Seduc a escolas.

O programa permite que os gestores das escolas escolham os títulos, atendendo às necessidades específicas de cada escola. Além desses recurso, a Seduc adquiriu e repassou a escolas enciclopédia, uma coleção de mapas atualizados e o Biblioteca do Rio Grande, composto por títulos de história do Rio Grande do Sul. O acervo fica à disposição de toda a comunidade escolar.

 

Com informações,

Assessoria de Imprensa 8ª CRE