Obino

Emater de São Sepé acompanhou 600 famílias em 2018


 

Fotos: divulgação/Emater

No ano de 2018, a Emater completou 63 anos de existência no Rio Grande do Sul, sendo que o Escritório Municipal de São Sepé foi instalado no dia 27 de dezembro de 1968, completando 50 anos de atividades no município.

A missão da empresa é promover o Desenvolvimento Rural Sustentável no Estado do Rio Grande do Sul, tendo como visão ser referência na prestação de serviços de Assistência Técnica, Extensão Rural e Social, Classificação e Certificação de Produtos Agropecuários. A equipe é atualmente composta pelo técnico em agropecuária e chefe do escritório, Paulo Secundino Souza Silva, extensionista social Cleisa Maria Freitas Peixoto, engenheiro agrônomo Cassiano Stefanelo e o técnico em agropecuária Werner Ritter Wegner.

Neste período foram acompanhadas 600 famílias rurais de São Sepé, os métodos utilizados para o desenvolvimento do trabalho foram: visitas às propriedades, dias de campo, cursos, oficinas, reuniões técnicas, palestras abordando assuntos como: fruticultura (pêssego, uva, morango, olivicultura), energia fotovoltaica, manejo sanitário de rebanho, solos, pastagem nativa, plantas bioativas, agroecologia, homeopatia, prevenção de doenças, segurança e soberania alimentar, proteção de fontes, saneamento básico e habilidades manuais (artesanato).

A organização dos produtores se dá através de Associações de Produtores Rurais, que realizam reuniões onde são

tratados assuntos para seu fortalecimento, à equipe da Emater/RS-Ascar participa das reuniões mensais do grupo dos presidentes das Associações, e quando possível, nas comunidades.

As mulheres rurais tem recebido assessoramento pela área social, há o desenvolvimento de atividades com 12 grupos de mulheres rurais, cujas atividades são demandadas pelas participantes, incluindo as áreas de saúde, alimentação, bem-estar, artesanato entre outras.

São Sepé está sendo beneficiado com a chamada pública da ANATER (Agencia Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural), que beneficia quatro famílias quilombolas. Também está sendo realizada a chamada pública “Mais Gestão de Cooperativas”, voltada as Cooperativas de agricultores Familiares com o objetivo de apoiar e orientar as cooperativas em sua gestão e organização. A Cooperativa da Querência está sendo acompanhada pela equipe de Cooperativismo de Santa Cruz.

No ano de 2018, foram assistidas 50 famílias em projetos socioassistenciais, através de visitas e distribuição de sementes de hortaliças via Programa de Sementes Banrisul. Os beneficiados são em sua maioria das comunidades quilombolas do Passo dos Brum e Ipê. A associação dos hortifrutigranjeiros também foi beneficiada com o programa do Banrisul Sementes, sendo 14 famílias beneficiadas com sementes de hortaliças.

A equipe municipal da Emater/RS-Ascar participou da organização dos seguintes eventos: 3ª Festa da Uva, Feira de Páscoa, II Jantar do Peixe na comunidade da Mata Grande, 9º Festival do Peixe, IV Jantar do Cordeiro, Jantar da Uva, Festa do Colono, 44ª Expofeira Regional (Unidade Demonstrativa de Fruticultura e Piscicultura e Pavilhão da Agricultura Familiar), e Feira de Natal. Também organizou do 4º Seminário de Pecuária Familiar na comunidade de Passo dos Freire, 4º Encontro de Integração de Mulheres Rurais em parceria com o município de Vila Nova do Sul que neste ano foi realizado na sede do CTG Sincero Lemes em Vila Nova do Sul.

Entre os projetos elaborados pelos extensionistas, foram elaborados 40 projetos de créditos rurais (PRONAF) em parceria com instituições financeiras: 2 projetos de financiamento através do FEAPER (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais), equipamentos para agroindústria de mel e equipamentos para abatedouro de ovinos. 40 laudos foram executados via Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (PROAGRO) para perdas nas áreas de soja e 10 laudos via FEAPER referentes à construção e instalação de micro açudes, além de 5 CAR( Cadastro Ambiental Rural).

Atualmente 2 agroindústrias familiares estão cadastradas no Programa Sabor Gaúcho em São Sepé, abrangendo as áreas de panificação e abate de ovinos.

Participação de 30 famílias no Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar que tem como objetivo promover a gestão e a adequação sócio-econômica e ambiental das propriedades rurais familiares.

Há representação nos Conselhos Municipal de: Desenvolvimento Rural (CMDR) e Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), além do comitê do Programa A União Faz a Vida(Sicredi/Cotrisel e SMEC).

Para o ano de 2019 o planejamento é dar sequência ao trabalho que vem sendo desenvolvido. Destaca-se o sucesso das atividades pelo trabalho conjunto com a Prefeitura Municipal de São Sepé através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Saúde, Agentes comunitários de Saúde, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato Rural, SENAR/RS, imprensa escrita e falada, Cooperativas e grupos organizados (associações de produtores).