Obino

Começam obras em terreno da loja da Havan em Santa Maria


 

Foto: Pedro Piegas

Na terça-feira, as primeiras máquinas trabalharam no terreno ao lado do Lar das Vovozinhas, onde será erguida a megaloja de 15 mil metros quadrados da rede catarinense Havan, na Avenida Hélvio Basso.

O diretor de expansão da Havan, Nilton Hang, esteve no local e confirmou que contratou uma empresa de Itaara para fazer a limpeza da área e serviços de drenagem. Porém, ainda não há previsão de quando a construção do prédio irá iniciar, já que a Havan ainda não obteve a licença para erguer o complexo, que terá uma loja de 7 mil metros quadrados de área de venda e uma praça de alimentação, além de estacionamento na parte inferior.

Em entrevista ao Diário, Nilton Hang disse que a rede obteve licença da prefeitura para mexer no terreno e que a Havan entregou o estudo de impacto de vizinhança. Porém, o Executivo municipal informou que não tem conhecimento de nenhuma licença emitida para que a Havan pudesse mexer no terreno. O contrato prevê que a Havan pague R$ 700 mil adiantados ao Lar das Vovozinhas por dois anos de aluguel.

Desde que anunciou a construção de uma loja em Santa Maria, no final de 2018, a direção da Havan garantiu que, após iniciar a construção do prédio, poderá concluir a loja em até três meses. Ainda não há previsão de inauguração porque a rede aguarda a aprovação do projeto.

A seleção de empregos para as 150 vagas da loja e as 20 a 30 oportunidades para a praça de alimentação só deve ocorrer quando a construção da loja começar, segundo a Havan.

A rede catarinense está em franca expansão no Rio Grande do Sul, tendo já aberto lojas em Passo Fundo e Caxias do Sul (onde havia filas de carros para entrar) e anunciado lojas em diversas outras cidades, como Santa Cruz do Sul, Ijuí, Rio Grande, Pelotas, Porto Alegre e municípios da Região Metropolitana.

A Havan já está construindo duas usinas hidrelétricas no Rio Toropi, aqui na região, e erguerá outras duas nos próximos anos.

 

 

Fonte: Diário de Santa Maria