Celulose Riograndense desenvolve projeto ambiental em escola de São Sepé


Como atividade extraclasse e para fomentar entre crianças e jovens a iniciativa de preservar o meio ambiente, a empresa Celulose Riograndense realiza na escola Gabriel Brenner, no Bairro Cristo Rei, um projeto sócio-ambiental.

Durante a manhã de quarta-feira, 23, ocorreu uma atividade de apresentação do projeto que contou com a participação de membros da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), vereadores, alunos, professores e integrantes da Associação de Moradores do Bairro Cristo Rei.

Na oportunidade, as coordenadoras de Educação e Relacionamento Comunitário (VIDA), Adriana Alves de Ávila, e Fabiula Brum Araújo, explanaram sobre a iniciativa. Fabiula falou sobre os hortos florestais da empresa em São Sepé e o processo de transformação da celulose em papel.

Foram doados à escola 300 quilos de substrato pela empresa VIDA à escola. O produto é proveniente do resíduo da fabricação da celulose. Durante uma palestra o público teve a oportunidade de aprender mais sobre o manejo correto na poda das árvores e os equipamentos utilizados.

Com apoio de alunos, professores, funcionários e comunidade foi realizado um mutirão na escola e no entorno dela e uma oficina de podas ministrada por Fabiula e pelo fiscal ambiental, Felipe Giuliani, da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente. Também ocorreu o plantio de mudas.

A escola recebeu recentemente um escovódramo, em parceria com o Programa Sesc Sorrindo para o Futuro e a doação de cadernos e folhas de ofício.