Obino

Caso Daniela: réu é condenado a 36 anos e 10 meses de reclusão

caso daniela

Com mais de 10 horas de Júri Popular do desaparecimento da agudense Daniela Ferreira, o réu Rogério Oliveira foi condenado, nesta segunda-feira, 29, no Fórum de Agudo, a 36 anos e 10 meses de prisão. Os sete jurados votaram a favor da sua condenação. O júri foi presidido pela juíza Magali Wickert de Oliveira, pelo promotor Sandro Loureiro Marones e pelo assistente de acusação, o advogado Daniel Tonetto. Rogério foi condenado por estupro, assassinato e ocultação de cadáver.

Com a sentença da juíza, Rogério volta ao Presídio de Santa Maria para o cumprimento da pena.

Daniela foi vista pela última vez quando saia de um baile, em Agudo, na madrugada do dia 29 de julho de 2012. A suspeita pelo desaparecimento da jovem, o qual o corpo não foi encontrado até hoje e que na época tinha 19 anos, recaiu sobre Rogério porque ele foi flagrado por câmaras de monitoramento cruzando pela jovem depois do baile e, em seguida, retornado na direção dela. Na época Rogério era apenada do sistema semi-aberto e cumpria pena por outros crimes.

Da decisão cabe recurso.

 

 

Fonte: Rádio e Jornal Integração

 

 

hint web