“Campanha do alimento” transforma punição em solidariedade em São Sepé


Foto: montagem / arquivo pessoal

 

São cerca de oito anos de prática e um incontável número de pessoas auxiliadas. Criada em meados de 2009 a “campanha do alimento” que passou a fazer parte das disputas esportivas de São Sepé cumpre duas vezes seu papel social: dá punição aos atletas e ajuda famílias carentes do município. Nesta semana, mais 170kg de alimento ganharam destino em bairros carentes.

O secretário de Esportes, Humberto Stoduto, explica o funcionamento da campanha. “Em todas as competições da categoria adulto de futebol, seja futsal ou campo, cada vez que um atleta recebe um cartão é orientado a doar um alimento. A campanha do alimento faz parte dos regulamentos das competições”, destaca. Assim, cartões amarelos são punidos com 1kg de alimento, enquanto os jogadores que forem expulsos, devem fazer a doação de ao menos 2kg. E a regra é bastante clara: enquanto não doa o o donativo o atleta não pode jogar na competição.

Nesta semana foi a vez das equipes vitoriosas da “Copinha” deste ano. Representantes da campeã Asef destinaram 120kg de alimento para ao menos três famílias carentes. Os vice-campeões da equipe Kurtz destinaram 50kg para a creche do Bairro Cristo Rei.