Aumenta, mantém ou diminui? Entenda as mudanças no IPTU em São Sepé


 

A Prefeitura de São Sepé iniciou nesta semana a distribuição dos carnês do IPTU 2018. A novidade para o ano é uma readequação da planta de valores, processo que deve levar até seis anos para ser completamente implementado.

A alteração reflete na fórmula para se chegar ao valor pago por cada imóvel. Segundo a Secretaria de Finanças e Planejamento, a mudança na metodologia é uma necessidade após cerca de 30 anos sem atualização cadastral. De acordo com a pasta, na prática haverá “justiça tributária”, fazendo com que hajam casos de manutenção, aumento ou redução do imposto.

“A metodologia agora leva em conta o que se chama de ‘face de quadra’. Foi um trabalho construído com parceria e acompanhamento de imobiliárias e corretores, além de ser mais justa com o cidadão”, explicou o secretário Jonas Lopes. Ele ressalta ainda o trabalho de recadastramento imobiliário realizado nos últimos anos por uma empresa terceirizada que visitou mais de nove mil imóveis.

Aspectos como a área construída, padrão da casa e valor da face de quadra são exemplos de como é baseado o novo cálculo. Como forma de equacionar os valores, já que houve aumento do valor venal dos imóveis, as alíquotas que são utilizadas para os cálculos foram reduzidas. Nos últimos anos, os valores destinados com a arrecadação do IPTU são equivalentes, considerando os encargos, ao pagamento de uma folha mensal da Prefeitura de São Sepé.

O pagamento do IPTU 2018 vai até o dia 31 de maio e tem benefícios de 10% de desconto em cota única e outros 10% de desconto para bom pagador. A entrega é realizada pelos Correios.