Obino

Audiência Pública debate saneamento básico em São Sepé


 

Em busca de soluções para problemas em relação ao Saneamento Básico do Município, a Câmara de Vereadores de São Sepé reuniu na noite de quinta-feira, 9, no Plenário Gaspar Martins, o gerente da Corsan local, Diego Silveira, o representante da Prefeitura, o diretor do departamento de Meio Ambiente, Ionei Pereira, vereadores e comunidade em geral.

Durante o encontro foram debatidos três temas: saneamento básico, barramento do Rio São Sepé e conclusão da caixa d’água do Bairro Kurtz.

Durante as falas, o presidente da Câmara, Paulo Nunes, salientou a importância de debater e esclarecer os temas pertinentes à comunidade. O gerente da Corsan esclareceu que a empresa vem trabalhando gradativamente e que as obras já programadas estão sendo realizadas. Ele lembrou ainda que a dificuldade do Governo do Estado em relação ao orçamento prejudica a realização de futuras obras. O coordenador do Meio Ambiente, Ionei Pereira, enfatizou o pouco interesse da comunidade em relação ao tema que é muito importante principalmente para a população.

Logo após foi aberta a palavra aos vereadores presentes e a comunidade em geral. O vereador Tavinho Gazen lembrou de um pedido do vereador Maninho Pinto com relação ao esgoto sanitário que é despejado no Rio São Sepé, onde hoje está sendo realizada a obra de barramento para o novo ponto de captação de água no Rio São Sepé.

 

Esgoto

Tavinho falou da preocupação da qualidade da água e sugeriu que o escoamento do esgoto deveria ser desviado para outro local através de um canal. Em seguida o professor aposentado Pedro Renato Silveira lembrou que existe um Plano de Saneamento Básico com metas e ações de curto, médio e longo prazo, e que deve ser cumprindo dentro do cronograma. Já sobre ao obra de desvio do esgoto sanitário para o Rio São Sepé, Pedro foi contra e exemplificou lembrando das cheias do rio, em que o esgoto voltaria para as casas próximas.

 

Qualidade da água

Vilnei Melo salientou a preocupação da qualidade da água que está sendo entregue nas casas, lembrou também dos diversos produtos químicos que acabam sendo despejados no Rio São Sepé e da preocupação de doenças vindas da água como aconteceu na cidade vizinha Santa Maria, perguntando ao gerente da Corsan sobre o tratamento e os testes de qualidade que é feito na água. Diego então respondeu que são feitos mais de 200 testes em diversos momentos da produção da água, salientando que a população poderá ficar tranquila sobre a qualidade. Sobre o problema da cidade vizinha, ratificou dizendo que até hoje nenhum exame feito na água da cidade, provou que a doença toxoplasmose foi oriunda da água da Corsan.

O vereador Elcio Teixeira questionou sobre os locais que a Corsan abastece, lembrando que algumas localidades não são abastecidas pela empresa. Diego falou que o contrato feito com a Prefeitura é previsto somente a área urbana e não inclui a região rural. Elcio também se fez preocupado com a possível obra de desvio do escoamento do esgoto, se colocando contra a obra.

Em seguida o gerente foi perguntado sobre futuras obras de canalização de esgoto como a dos Bairro Izolanda e Bela Vista. Diego respondeu dizendo que a Corsan já oportunizou os canos para obra e que agora depende do Poder Executivo concluir.

 

Caixa d’água do Bairro Kurtz

Sobre a construção da caixa d’agua do Bairro Kurtz, Diego Silveira ressaltou que o cronograma da obra está sendo seguido à risca, que até o fim junho de 2019 será concretizada. “Está obra irá contemplar os bairros Kurtz, Walter, Noé Miranda e parte do Bairro Medianeira de forma direta. Já os bairros Londero, Lili e Área Industrial de forma indireta, sendo que estes também são abastecidos pela caixa d’agua do bairro Pontes”, explica Diego.

 

Novo ponto de captação

Quanto à obra de barramento do Rio São Sepé, a conclusão está prevista para março de 2020, contribuindo o aumento de volume d’água para a captação. “Tínhamos grande receio que futuramente o Corsan não conseguiria captar mais água no Rio São Sepé, mas com esta obra ajudará e muito o trabalho da Empresa”, ressaltou Diego Silveira.

Ao final da Audiência Pública foi definido que será feito um pedido ao Poder Executivo sobre o mapeamento do esgoto doméstico no município com o número de residência ligadas às redes de esgoto, além de dados sobre o número de residências com a ligação em foças, filtros e sumidouro.

O presidente da Câmara de Vereadores também ressaltou da importância de saber como está o cronograma do Plano de Saneamento Básico do município e quais as ações e metas já foram concretizadas.

 

 

Fonte: A.I. Câmara de São Sepé