Anvisa proíbe venda de lote de extrato de tomate Elefante

ppci - resfria - popular


Foto: reprodução

Foto: reprodução

A Anvisa proibiu a distribuição e comercialização do lote LO11810 do extrato de tomate, marca Elefante com validade até 7 de outubro de 2016. O produto é fabricado pela empresa Cargill Agrícola S.A.

A proibição acorreu após o laudo da Fundação Ezequiel Dias (Funed) que detectou pelo de roedor acima do limite máximo de tolerância exigido pela legislação vigente, ou seja, uma matéria estranha indicativa de risco à saúde humana.

A Agência determinou que a empresa promova o recolhimento do estoque existentes no mercado. A medida está na Resolução RE 1.408/2016, publicada segunda-feira, 30, no Diário Oficial da União (DOU).

 

 

* Anvisa

 

Guilherme Motta