Obino

Acusado da morte de “Palica” é preso com arma em Santa Maria


 

Um jovem acusado de ter participado da morte de Gilberto Maciel Rodrigues, conhecido por “Palica”, foi preso em flagrante na noite de quarta-feira, 13, em Santa Maria. De acordo com a Polícia, Jonathan Alves, de São Sepé, estava em uma motocicleta junto com um comparsa de Santa Maria.

A Brigada Militar de Santa Maria recebeu informações de moradores de que dois indivíduos estariam em uma motocicleta efetuando disparos com arma de fogo em via pública. Ao verificar a situação, a guarnição encontrou a dupla na Avenida Borges de Medeiros. Os dois indivíduos tentaram fugir dos policiais e iniciou-se então uma perseguição. Durante o percurso os dois ocupantes acabaram caindo da moto e foram presos pela Brigada Militar na Rua Fernando Vieira, no Bairro Salgado Filho. O caso foi por volta das 21h30min.

Com eles a Polícia encontrou um revólver calibre 38 e uma pistola 380 com a numeração raspada. A moto estava com a placa adulterada.

Jonathan e o outro comparsa foram autuados em flagrante e encaminhados ao presídio. A investigação fica a cargo da Polícia Civil.

 

Absolvição

Em abril de 2018 Jonathan Alves foi condenado a 23 anos e nove meses, em regime fechado, pela participação na morte de “Palica”. Desde então ele cumpria pena no Presídio Estadual de São Sepé. No dia 30 de janeiro de 2019, no entanto, Jonathan foi absolvido da acusação. Ele foi posto em liberdade há cerca de um mês.

O relator do caso, o Juiz Joni Victória Simões, considerou que as provas não eram suficientes para embasar a condenação de Jonathan. Simões destacou em seu voto que a participação dele e de outro acusado, Gustavo Alves de Figueiredo, fora atribuída pelo réu Gustavo Oliveira, sem maiores elementos que comprovassem a autoria da dupla.