A importância do voto consciente


 

Que Brasil queremos para o futuro? Um país sem violência, sem corrupção e a garantia de que os direitos dos cidadãos sejam respeitados. Para isso, é indispensável que os eleitores tenham muita responsabilidade na escolha para que seus representantes sejam idôneos e cumpridores das promessas feitas em campanha.

Os frequentes escândalos na esfera política, os desmandos, a corrupção, a compra de votos, a falta de transparência com os gastos do dinheiro público e o descaso com as necessidades básicas do povo são motivos de descontentamento e desconfiança dos eleitores. Isso justifica a descrença nos candidatos a cargos públicos e o desinteresse dos cidadãos pela política. Os votos branco ou nulo ratificam a insatisfação dos eleitores.

A ausência do senso crítico, a alienação social e o fanatismo induzem os eleitores a acreditar nas falsas promessas de candidatos supostamente ”comprometidos”. Felizmente, os meios de comunicação, quando não tendenciosos, contribuem para alertar a sociedade sobre os atos de improbidade administrativa, os desvios do dinheiro público e a incoerência e desonestidade de pretendentes a cargos do Poder Legislativo e Executivo.

Portanto, a oportunidade de mudar a política atual está mãos dos próprios brasileiros, escolhendo, de forma consciente e responsável, seus representantes. O eleitor deve investigar a vida dos candidatos para eleger aqueles que realmente têm um histórico de honestidade e de coerência. Só haverá a garantia dos direitos constitucionais e o progresso de uma sociedade quando a ética se impuser no país.

 

 

Redação elaborada pelo grupo de alunos que participam do projeto “ Produção Textual”, do Colégio Estadual São Sepé (CESS), orientado pela professora Norma.